Perez vence o GP do Azerbaijão, Vettel e Gasly vão ao pódio enquanto Hamilton erra e pneu de Verstappen estoura

 

E neste domingo voltamos a ter nas ruas de Baku, uma corrida bem emocionante, pois Max Verstappen parecia que estava prestes a conquistar mais uma vitória nesta temporada e a sua primeira no GP do Azerbaijão e com isso aumentar sua vantagem no campeonato de piloto para Lewis Hamilton, porém à 5 voltas do fim viu seu pneu estourar e com isso abandonou dando assim a liderança para seu companheiro de equipe, Sergio Perez, que soube se manter muito bem na relargada para garantir a sua segunda vitória na carreira e a primeira com a Red Bull, enquanto Lewis Hamilton acabou cometendo um grande erro na curva 1 na relargada e caiu para 15ª colocação.

Sergio Perez que havia largado em sétimo fez uma corrida exemplar ao conseguir nas primeiras voltas se colocar na quarta colocação e depois conseguir superar o Leclerc na volta 7 e assim entrar no top 3, e foi no pit stop que o mexicano conseguiu superar o inglês da Mercedes, que havia tido um problema em sua parada e graças a isso ele assumiu a segunda colocação logo atrás de seu companheiro de equipe Max Verstappen, porém tudo começou a mudar na volta 35 quando o Safety Car precisou entrar em ação após o acidente de Lance Stroll que viu seu pneu traseiro esquerdo aparentemente estourar na reta dos boxes, o que acendeu um alerta para todos naquele momento mas nenhum dos ponteiros quis parar nos boxes e então na volta 47, Verstappen viu o seu pneu estourar também e assim disse adeus a uma vitória tranquila no GP do Azerbaijão, a corrida acabou sendo paralisada na volta 50, e na relargada, Perez fez o dever de casa e se manteve na ponta enquanto via Lewis Hamilton que fez uma ótima relargada cometer um erro grotesco ao passar reto na curva 1 perdendo assim a sua grande oportunidade de voltar a liderança do campeonato e abrir um pequena vantagem para Verstappen. 

O piloto mexicano que com está vitória assume agora a terceira colocação no campeonato de pilotos e ajudou a equipe Red Bull no campeonato de construtores a se distanciar da Mercedes, já que os alemães ficaram sem pontuar nesta etapa. 

Mas não foi só Sergio Perez que fez uma corrida espetacular tivemos na segunda colocação a rendenção de um tetracampeão, Sebastian Vettel da Aston Martin deu a equipe o primeiro pódio neste retorno desse nome lendário na F1. O piloto alemão que largou na décimo primeira colocação mostrou um forte desempenho durante a corrida toda e conseguiu aguentar por 18 voltas sem parar com o pneu macio voltando a liderar uma corrida desde o GP do Brasil de 2019 e graças a sua estratégia perfeita na primeira relargada após o acidente de Stroll, ele aproveitou pra ultrapassar Leclerc e uma volta depois ultrapassar Gasly para assumir a quarta colocação naquele momento e com os problema de Verstappen e Hamilton ele subiu mais duas posições e assim garantiu a segunda colocação seguido por Pierre Gasly que havia largado na quarta colocação e fez o dever de casa durante toda a corrida e no fim conseguiu tomar a posição de Leclerc e assim completar o pódio desta fantastica corrida. 

Para Charles Leclerc da Ferrari que largou na pole só restou mesmo um quarto lugar, já que durante toda a corrida o bólido de Maranello não parecia ser um carro ideal para vencer chegando a ser até mais lento que o carro da Alpha Tauri, tendo em vista que até Carlos Sainz também da Ferrari ficou atrás da Alpha Tauri de Yuki Tsunoda, eles que chegaram na sétima e oitavo colocação. 

A equipe Mclaren junta da Alpha Tauri e Ferrari, conseguiram ter seus dois carros no top 10, com Lando Norris em quinto e Daniel Ricciardo em nono. O jovem piloto inglês que marcou o sexto tempo, largou na nona posição após ter sido punido em 3 posições no grid de largada por atrapalhar seus rivais durante o treino classificatório, o que atrapalhou um pouco a sua corrida já que acabou ficando tendo que se proteger nas voltas finais do ataque de seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo, mas assim como muitos que aproveitar os acidentes da corrida, na segunda relargada ele aproveitou ao máximo ao partir pra cima de Yuki Tsunoda e assim conquistar a quinta colocação. 

Na sexta colocação tivemos ele, Fernando Alonso da Alpine, que mesmo não tendo um ritmo forte durante a corrida, mostrou toda a sua experiência na relargada e pulou de nono para sexto, ao fazer uma ultrapassagem dupla em cima de Sainz e Ricciardo na curva 1 da última relargada e depois de algumas curvas fez uma ultrapassagem por fora em Yuki Tsunoda para assumir a sexta posição. Com este resultado o espanhol aproveita o abandono de seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, e fica a 1 ponto do francês no campeonato de pilotos. 

Carlos Sainz da Ferrari que na volta 11 acabou indo para a área de escape tendo que da ré em seu bólido conseguiu se recuperar e terminar na oitava posição seguido por Daniel Ricciardo da Mclaren que largou em décimo terceiro e cruzou a bandeira em nono, enquanto Kimi Raikkonen da Alfa Romeo completou o top 10 

A Mercedes terminou com seus pilotos junto dos pilotos da Haas, já que Valtteri Bottas cruzou a bandeirada na décima segunda posição seguido por Mick Schumacher que ultrapassou nos metros finais seus companheiro de equipe Nikita Mazepin, que chegou a tentar espremer o alemão na parede, enquanto Lewis Hamilton solitariamente cruzou na décima quinta colocação. 




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário