TUDO NORMAL: Hamilton segura Verstappen e vence o GP do Bahrain de 2021



E nesta primeira etapa da temporada de 2021 da F1, o fim de semana começou como se tudo estivesse para mudar a partir de agora com Max Verstappen sendo soberano desde o primeiro treino livre até o treino classificatório, entretanto quando a bandeira quadriculada foi dada vimos que nada mudou pois Lewis Hamilton foi capaz de triunfar mais uma vez perante a Red Bull de Max Verstappen, mesmo tendo um carro um pouco inferior neste fim de semana, além do inglês, Valtteri Bottas cruzou na terceira colocação com a volta mais rápida, assim como muitas vez vimos na última temporada. 

O duelo entre Lewis Hamilton e Max Verstappen começou já na primeira volta e ambos com estratégias totalmente diferentes tudo era premeditado que pro final veríamos os dois se encontrarem na pista e brigarem ferrenhamente pela vitória, e dito e feito, Hamilton em seu segundo e último pit stop na volta 30 colocou novamente o composto duro para ir até o final enquanto Verstappen vinha na ponta com os pneus médios desgastados fez seu último pit stop na volta 41 retornando atrás do inglês com um pouco mais de 7s. Verstappen virou o caçador e Hamilton a presa naquele momento e na volta 53 o jovem piloto partiu pra cima porém acabou fazendo a ultrapassagem por fora da linha branca na curva 4 o que fez com que ele precisasse devolver a posição, e com isso de volta a liderança, Hamilton só precisou aguentar firme a pressão de Verstappen para conquistar a sua 96ª vitória na carreira. 

Lewis Hamilton que agora fica à apenas 4 vitórias de completar impressionantes 100 vitórias na F1, durante a corrida especificamente na volta 43, ultrapassou o recorde de Michael Schumacher de voltas lideradas na história da F1 que era de 5.111.

Atrás do trio que já virou costume no pódio, tivemos Lando Norris da Mclaren que fez uma excelente corrida e conseguiu igualar ao seu melhor resultado no Bahrain de 2020 que também foi a quarta colocação.

Sergio Perez mesmo agora pilotando pela Red Bull, ainda sofre com certos problemas, e hoje não foi diferente, durante a volta de apresentação viu o seu bólido apresentar problemas no motor mas para sua sorte conseguiu fazer o mesmo funcionar e com isso largou dos boxes, e assim como ele fez no ano passado quando caiu para última colocação ainda na primeira volta, fez aquela corrida de recuperação terminando na quinta posição à 6s da Mclaren de Norris. O mexicano que nesta primeira etapa já mostra ao time Red Bull que terem contrato ele para o lugar de Alexander Albon foi a melhor escolha.  

E a equipe de Maranello mostrou que de fato ele tiveram uma grande melhora comparado a temporada passada, já que Charles Leclerc e Carlos Sainz conseguiram terminar na zona de pontuação com o sexto e oitavo tempo, e ao menos nesta primeira corrida mostraram que vão brigar com a Mclaren pela terceira posição no campeonato de construtores. 

Daniel Ricciardo da Mclaren que superou seu companheiro de equipe no treino classificatório agora não conseguindo fazer o mesmo na corrida e terminou na sétima colocação à 20s de Norris. 

As duas últimas posições do top 10, ficaram com o estreante da Alpha Tauri, Yuki Tsunoda, que de fato mostrou a todos porque ele foi escolhido para estar no grid esse ano e Lance Stroll da Aston Martin, o piloto canadense que não teve uma corrida nenhum pouco fácil tão pouco um carro competitivo como o que ele tinha em 2020 e com isso não foi capaz de fazer algo melhor que um décimo lugar, entretanto bem melhor que o seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel que ficou fora da zona de pontuação e chegou a rodar na pista quando na curva 1 acabou batendo na traseira de Esteban Ocon da Alpine . 

A corrida contou com apenas dois abandonos o primeiro foi do estreante da Haas , Nikita Mazepin que ainda no inicio da corrida acabou indo parar na barreira de pneu, o segundo abandono foi de Fernando Alonso da Alpine, que acabou tendo problemas nos freios. O espanhol que havia largado na nona colocação chegou a figurar na sétima colocação e até ameaçar Daniel Ricciardo da Mclaren, porém como ele já havia tido em uma entrevista para a imprensa espanhola, que o carro ainda lento o que de fato se mostrou durante a corrida quando ele começou perder diversas posições até o seu abandono, além é claro de Esteban Ocon ter terminado na décima terceira colocação, resultado bem diferente daquele carro que vimos subir ao pódio em alguns ocasiões na temporada passada.

Por fim Mick Schumacher outro estreante pela equipe Haas, fez o dever de casa, dirigiu com prudência, ganhou experiência e terminou a corrida na décima sexta colocação. 



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário