Sem 'MODO FESTA' , Hamilton quebra recorde e conquista a sua 94ª pole position em Monza

E neste sábado, a Mercedes jogou um balde de água fria na FIA, que a partir deste fim de semana acabaria com o 'modo festa' das equipes durante o Q3, no intuito de diminuir a diferença do resto do grid para a Mercedes, mas a situação ficou até pior, pois mesmo sem o 'MODO FESTA' , Lewis Hamilton foi capaz de fazer uma volta voadora e cravar o tempo de 1min18.887s que se torna agora o mais novo recorde do circuito italiano, com isso o inglês fica agora à apenas 6 poles de atingir a marca de 100 pole positions na F1, algo nunca conquistado por nenhum piloto. Valtteri Bottas por sua vez acompanho o hexacampeão e marcou o segundo melhor tempo sendo apenas 0,069s mais lento, com isso mais uma vez teremos a dupla da Mercedes largando da primeira fila. 

Logo atrás da imbatível Mercedes, tivemos Carlos Sainz da Mclaren que conseguiu fazer uma bela volta e se colocar na terceira colocação, está é a primeira vez desde 2012 que a equipe Woking larga no top 3. Sergio Perez da Racing Point tentou superar o espanhol mas por apenas 0,025s acabou ficando com a quarta colocação, porém para a largada é uma posição já que ficará pelo lado de dentro da primeira curva. 

A Red Bull como vem acontecendo desde 2014, ficou de fora das primeira colocação, tendo Max Verstappen marcando o quinto tempo e Alexander Albon o nono tempo. O holandês que ficou a exatos 0,1s para superar o seu ex-companheiro de equipe na época de Toro Rosso. 

O jovem inglês da Mclaren, Lando Norris, apesar de não conseguir acompanhar seu companheiro de equipe, marcou um ótimo sexto tempo, seguido pelo seu futuro companheiro de equipe, Daniel Ricciardo da Renault, que ficou em sétimo. A Renault de fato era a equipe que todos esperavam ser segunda ou a terceira força para está corrida, já que no GP da Bélgica, tiveram um fim de semana perfeito, porém em Monza as coisas não aconteceram tão bem, assim pois mesmo Ricciardo largando no top 10, tivemos Esteban Ocon fazendo apenas o décimo segundo tempo, mas para a corrida tudo pode mudar e vale a pena ficar de olho nesta dupla. 

Lance Stroll da Racing Point, fez o dever de casa, e colocou o segundo bólido da equipe no top 10, ao marcar o oitavo tempo. 

A Alpha Tauri até que teve uma boa classificação, tendo Pierre Gasly marcando o décimo tempo e Daniil Kvyat o décimo primeiro, havendo uma boa chance de ambos conseguirem pontuar amanhã (6) na corrida. 

Sem surpresa alguma a equipe Ferrari pela primeira vez desde 1984, não conseguiu por nenhum de seus carros no top 10, Charles Leclerc ficou com o décimo terceiro tempo, e o alemão, Sebatian Vettel, que em sua última tentativa acabou pegando um baita congestionamento na pista, acabou ficando ainda no Q1 com o décimo sétimo tempo Com este resultado assim como na Bélgica as chances da equipe de Maranello pontuar em casa, são muito pequenas para a tristeza dos 'tiffosi' 




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário