Hamilton surpreende o 'favorito' Bottas e fica com a pole position do GP da Toscana

Neste fim de semana que a Scuderia de Maranello celebra um impressionante número de 1000 GPs no seu circuito, viu a sua rival fazer a festa, já que Lewis Hamilton mais uma vez quando precisou ser rápido soube ser e com isso marcou a sua 95ª pole position na carreira, já o grande favorito para a pole, que era o seu companheiro de equipe, o finlandês, Valtteri Bottas, que havia dominado todas as três sessões de treinos livres acabou ficando à 0,059s da pole position, porém o que resta saber é se ele vai tentar e conseguir fazer frente ao piloto inglês na briga pela vitória. 

O GP da Toscana que é uma corrida inédita na F1, num circuito também que a categoria nunca chego a sediar uma corrida, apenas alguns testes da pré-temporada. Porém mesmo este sendo um fim de semana inédito para a categoria e os pilotos, não tivemos nada de surpresas , já que atrás da dupla da Mercedes, tivemos Max Verstappen da Red Bull, que durante os treinos livres até parecia que poderia brigar pela pole mas mesmo sem o modo 'festa' o carro da Mercedes ainda sobra e com isso o holandês ficou à 0,3s do tempo pole, seu companheiro de equipe, Alexander Albon que conseguiu fazer um bom treino classificatório vai largar junto com ele na segunda fila na quarta colocação, mesmo tendo sido cerca de 0,5s mais lento.

esmo não tendo um carro competitivo, além de toda a pressão que se tem neste fim de semana em cima da equipe, Charles Leclerc conseguiu tirar da cartola um quinto tempo, enquanto Sebastian Vettel que fez seu primeiro treino classificatório após anunciar que será  piloto da Aston Martin no próximo ano, foi apenas o décimo quarto tempo ficando atrás de seu ex-companheiro de equipe, Kimi Raikkonen. O quinto lugar de Leclerc pode não indicar realmente que o carro está melhor para está prova, pois na parte final do Q3 quando muitos pilotos ainda iam melhorar seus tempos, tivemos Esteban Ocon da Renault rodando no setor 1 o que fez com que muitos precisassem tirar o pé.     

A Racing Point que tem tudo para fazer uma grande corrida e garantir mais uns pontos importantes, viu Sergio Perez e Lance Stroll marcarem o sexto tempo, porém para a largada teremos uma inversão de posições, pois o piloto mexicano foi punido com a perda de uma posição no grid de largada pelo toque em Kimi Raikkonen durante o FP2. 

Fechando o top 10 tivemos três carros com os motores Mercedes, sendo a dupla da Renault com Daniel Ricciardo oitavo e Esteban Ocon em décimo e Carlos Sainz da Mclaren em décimo. Lando Norris que ficou fora do top 10 ficou com o décimo primeiro tempo, mostrando assim que a amanhã a briga entre Renault e Mclaren será um confronto direto. 




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário