Em corrida cheia de acidentes, Hamilton vence o GP da Toscana, Albon conquista seu primeiro pódio e Ferrari consegue pontuar com seus dois carros

Em um GP inédito no circuito de Mugello, tivemos uma corrida cheia de emoção e cheia de acidentes e a bandeira vermelha precisou ser acionada duas vezes, durante a prova fazendo assim com que tivéssemos mais duas largadas paradas, mas nada disso atrapalhou Lewis Hamilton, que conquistou a sua 90ª vitória e agora está a apenas 1 vitória de se igualar a Michael Schumacher o maior vencedor da F1 que detém por hora o recorde de 91 vitórias. 

Valtteri Bottas por sua vez até tentou fazer frente ao seu companheiro de equipe, chegou a ser primeiro no início da corrida, mas acabou tomando o troco na segunda relargada e dai em diante o finlandês não conseguiu mais fazer frente ao inglês tendo que se contentar com o segundo lugar, garantindo mais uma dobradinha para a Mercedes.

A terceira colocação, foi de falto uma posição que muitos pilotos brigaram para estar, no início da corrida chegamos a ver Charles Leclerc com a Ferrari, depois tivemos Lance Stroll, Daniel Ricciardo, porém no final quem acabou cruzando a bandeira na terceira colocação foi Alexander Albon, da Red Bull, que conquistou o seu primeiro pódio na F1, um resultado muito importante para ele que viu Pierre Gasly da Alpha Tauri, vencer na semana passada em Monza e assim ter seu lugar na equipe 'mãe' em xeque. 

Daniel Ricciardo da Renault que cruzou a bandeirada na quarta colocação fez uma excelente corrida faltando apenas ter terminado no pódio, chegou a superar o canadense Lance Strol na volta 15 para assumir a terceira posição dali em diante ele ficou até a segunda relargada onde chegou a assumir a segunda colocação superando Valtteri Bottas, mas devido ao carro, não demorou muito para que o mesmo voltasse para a terceira colocação, e na volta 51 de 59, ele acabou sendo superado por Alexander Albon, e desta maneira mais uma vez o australiano bate na trave de conquistar seu primeiro pódio com a equipe Renault. 

A quinta colocação foi de Sergio Perez da Racing Point, que salvou o dia para a equipe, já que Lance Stroll que vinha ali brigando pela terceira e quarta colocação, acabou vendo seu pneu traseiro esquerdo furar enquanto fazia a curva de alta ' Arrabbiata 2' e com isso foi direto para a barreira de pneu, deixando de fazer bons pontos para equipe que atualmente está brigando para terminar o campeonato como a terceira força do grid. 

Lando Norris da Mclaren e Daniil Kvyat da Alpha Tauri conseguiram escapar dos incidentes durante a corrida e terminaram na sexta e sétimo colocação, garantindo pontos preciosos para suas equipes.

Em seu 1000º GP a Ferrari conseguiu um resultado até quebom levando em consideração que o momento que a equipe vem passado é bem complicado, Charles Leclerc que largou numa falsa quinta colocação, uma vez que seu carro não tinha rendimento para largar ali, até tentou dar um show na pista, chegando a ser terceira lugar, porém no decorrer da corrida o monegasco começou a perde posições até chegar no limite que foi o nono lugar, porém como Kimi Raikkonen da Alfa Romeo que cruzou a bandeira na oitava colocação recebeu uma punição de 5s por ter entrado de maneira errada nos boxes, Leclerc ganhou uma posição dando assim à Ferrari uma oitava colocação enquanto seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel, que passou grande parte da corrida fora da zona de pontuação, conseguiu no final termina na décima colocação à frente apenas de George Russel da Williams e Romain Grosjean da Haas que foram os últimos colocados daqueles que terminaram a corrida. O alemão que já na primeira volta precisou ir para os boxes após ter tentado desviar de Sainz que havia rodado na pista, mas sem exito acabou tocando de frente com o bólido da Mclaren e assim danificando sua asa dianteira.  

Uma informação interessante, foi que apenas a Mercedes e a Ferrari, terminaram com seus dois carros neste GP, e também foram as únicas a pontuarem com os dois. 

Dso 20 carros que largaram 8 acabaram não terminando, o primeiro deles foi Max Verstappen da Red Bull que mesmo antes da largada já estava com problema em sua unidade de potência, porém mesmo assim quis tentar a sorte de largada no grid, o que fez com que ele fosse literalmente engolido por todos antes mesmo da primeira curva, e como ele acabou indo pro meio do pelotão, acabou sendo atingido assim como Pierre Gasly da Alpha Tauri pelo finlandês da Alfa Romeom, Kimi Raikkonen na curva dois e com isso o holandês e o francês abandonaram a corrida. 

Após Gasly e Verstappen abandonarem a corrida foi a fez de numa tacada só na volta 7 na relargada, termos Sainz, Giovinazzi, Magnussen e Latifi fora da corrida. Entretanto o acidente teve culpa em parte do ponteiro daquele momento que era Valtteri Bottas, que chegou a acelerar e logo após desacelerou, iludindo assim os pilotos que vinham atrás que acabaram pisando fundo no acelerador e assim como num acidente de trânsito causando um engavetamento tirando de uma só vez 4 carros da corrida. 

Esteban Ocon da Renault acabou abandonando a corrida durante a primeira bandeirada vermelha, quando foi constatado pela equipe que ele estava com superaquecimento nos freios, depois o últimos piloto a abandonar a corrida foi Lance Stroll da Racing Point na volta 45 causando a segunda e última bandeira vermelha.



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário