Hamilton tem pneu furado na última volta mas vence o GP da Inglaterra de ponta a ponta



E neste domingo (02) Lewis Hamilton mais uma vez mostrou o porque vai ganhar facilmente seu sétimo campeonato na F1, o piloto inglês que vinha passeando no circuito de Silverstone viu na última volta o seu pneu dianteiro esquerdo furar o que fez com que o final fosse bem dramático já que Max Verstappen que uma volta antes havia feito um pit stop, estava com pneus macios à 33s de Hamilton, porém graças a está boa diferença o inglês cruzou a linha de chegada na primeira colocação a quase 6s na frente de Verstappen que foi o segundo colocado. 

Além de Hamilton, outros pilotos tiveram o mesmo de pneu, como foi o caso de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que por várias reclamou sobre a questão de uma bolha em seu pneu, mas a equipe preferiu o manter na pista, o que resultou num furo e fez o finlandês cair da segunda posição para a décima primeira, Sainz da Mclaren também viu seu pneu furar e assim como Bottas, ele que vinha na zona de pontuação na quarta posição acabou terminando a corrida apenas com a décima terceira posição, o espanhol que fez uma largada sensacional ao superar Norris e Stroll. Com os problemas que vimos neste domingo, para o próxima fim de semana deveremos ter algumas equipes mudando totalmente suas estratégias. 

Charles Leclerc da Ferrari conseguiu em meio a toda confusão nesta parte final da corrida subir para o terceiro lugar e conquistar o pódio para a equipe Ferrari. 

Se ontem (1) no treino classificatório a equipe Renault já tinha conseguido um resultado um tanto quanto bom, hoje na corrida a situação melhorou mais ainda, já que com os problemas que houve nas últimas voltas fez com que Daniel Ricciardo terminasse a corrida num excelente quarto lugar à cerca de 1.2s atrás de Leclerc enquanto Esteban ocon terminou a corrida na sexta colocação. Com isso a equipe conquistou bons pontos para o campeonato de construtores.

Outro piloto da casa foi Lando Norris da Mclaren que teve um boa corrida sem muita emoção como vimos em algumas corridas passadas, mas que foi capaz de terminar na quinta colocação, fazendo com que a Mclaren permaneça na terceira posição do campeonato de construtores. 

O francês da Alpha Tauri, Pierre Gasly que largou na décima primeira posição, fez uma baita de uma corrida chegando a atacar e superar Sebastian Vettel da Ferrari e Lance Stroll da Racing Point, e com isso foi capaz de terminar na sétima colocação, salvando literalmente o domingo da equipe, já que Daniil Kvyat na volta 13 acabou perdendo a traseira de seu carro na 'Maggots' e bateu violentamente o carro no guard-rail, felizmente o piloto não teve nenhum problema, e o safetycar foi acionado novamente na corrida.

A primeira vez que o safetycar foi acionado, foi ainda no início da segunda volta quando Alexander Albon da Red Bull acabou tocando em Kevin Magnussen da Haas que precisou abandonar a prova. O piloto tailandês viu apenas os pneus serem danificado que logo resolveu o problema fazendo um pit stop, mesmo caindo la para atrás com entrada do segundo safetycar , Albon voltou ao jogo e conseguiu terminar a corrida na oitava colocação, mesmo sendo um dos poucos que partiu para a estratégia de duas paradas nos boxes, na verdade do top 10, apenas ele e Verstappen fizeram 2 paradas. 

Completando o top 10, tivemos aquilo que podemos dizer que pode ser a dupla da Aston Martin na próxima temporada, Lance Stroll em  nono lugar e Sebastian Vettel na décima colocação. O alemão que mais um fim de semana sofreu com o carro da Ferrari, que está muito longe de ser o carro adequado para que ele consiga tirar o máximo de desempenho. 

O piloto sensação da 'galera do fundão', George Russell da Williams que havia sido penalizado no grid com a perda de 5 posições após não obedecer uma bandeira amarela durante o Q1, terminou a corrida novamente perto da zona de pontuação, na décima segunda colocação ficando entre Bottas e Sainz. 

E o primeiro piloto desta etapa a abandonar a corrida mesmo antes dela começar, foi Nico Hulkenberg da Racing Point, que todos esperavam ver ele em ação novamente, mas acabou não acontecendo já que o seu bólido apresentou problemas na unidade de potência e quando isso ocorre não há muito o que se fazer, agora esperasse que para o próximo fim de semana onde teremos outra corrida em Silverstone, o alemão faça sua estreia nesta temporada. 

Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário