Bottas lidera dobradinha da Mercedes em primeiro treino livre do GP dos 70 anos da F1

 E na manhã desta sexta-feira (7) Valtteri Bottas comemorou da melhor forma a renovação do seu contrato com a Mercedes para 2021, comandando a dobradinha da equipe na primeira sessão de treinos livres do GP dos 70 anos da F1. Lewis Hamilton por sua vez veio logo atrás à 0,1s . 

Max Verstappen da Red Bull assumiu como sempre a posição do único piloto a estar na cola das Mercedes, fazendo o terceiro tempo da sessão, porém sendo 0,7s mais lento que o melhor tempo. 

O quarto lugar ficou com ele, que não sabia se iria correr ou não neste fim de semana, Nico Hulkenberg da Racing Point, que volta a substituir Sergio Perez que novamente em seus exames deu como confirmado COVID-19. A Racing Point que não foi só por isso que esteve nos holofotes desta sexta-feira em Silvestone, a FIA confirmou o protesto da Renault contra o RP20 da Racing Point, e com isso a punição para a equipe foi a perca de 15 pontos no campeonaot de construtores além de terem que pagar 400 mil euros, pois  a FIA entendeu que os dutos de freio são uma copia dos dutos do W10 da Mercedes de 2019. 

Charles Leclerc continuou sendo o líder da Ferrari, já que novamente conseguiu por a equipe no top 5 com o seu quinto melhor tempo enquanto seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel marcou o sétimo tempo. O alemão que provavelmente nos próximos dias deverá  anunciar o seu contrato com a Racing Point para 2021, no caso com a Aston Martin, já que no próximo ano a equipe mudará de nome. 

Entre a dupla da Ferrari, tivemos Alexander Albon da Red Bull, que aparentemente parece ter um ritmo bem melhor do que o da semana passada, mesmo sendo quase 0,5s mais lento que seu companheiro de equipe. 

Lance Stroll colocou o outro carro da Racing Point no top 10, tendo marcado o oitavo melhor tempo da sessão seguido por Daniil Kvyat da Alpha Tauri e Esteban Ocon da Renault. 



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário