Hamilton supera Leclerc e fecha sexta-feira em Austin na ponta


Lewis Hamilton que tem de fato tudo para sair dos EUA com o sexto título mundial da F1, reagiu na segunda sessão de treino livre e cravou o melhor tempo do dia com 1min33s232 , sendo 0,3s mais rápido que Charles Leclerc da Ferrari que foi seu rival mais próximo.

O holandês da Red Bull, Max Verstappen, que havia liderado a primeira sessão, ficou com o terceiro tempo após no final superar Vettel e Bottas, e ficou bem próximo do tempo marcado por Leclerc, sendo apenas 0,014s mais lento que o monegasco.

Enquanto seus companheiros de equipe ficaram com a ponta da tabela, Sebastian Vettel da Ferrari e Valtteri Bottas da Mercedes se contentaram em ficar com o quarto e quinto tempo respectivamente.

Alexander Albon que havia sido terceiro colocado na primeira sessão, acabou decaindo nesta segunda sessão ficando com o sexto tempo sendo cerca de 0,9s mais lento que seu companheiro de equipe. Na cola do tailandês da Red Bull, tivemos o ex-Red Bull, Pierre Gasly que de Toro Rosso marcou com o sétimo tempo e foi 0,075s mais lento que Albon.

A Mclaren conseguiu ter uma melhora nesta segunda sessão, com Carlos Sainz marcando o oitavo tempo e Lando Norris marcando o décimo quarto tempo, porém ainda precisam melhorar muito se quiserem brigar com os dois carros por pontos no domingo.

Lance Stroll da Racing Point ficou com o nono tempo mesmo colocação em que terminou a primeira sessão. Logo atrás do canadense veio Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo completando assim o dez primeiros.

A equipe da 'casa', a Haas F1Team, foi do céu na primeira sessão para o inferno na segunda sessão, isso porque , seus dois carros ficaram bem longe do top 10, com Kevin Magnussen em décimo sétimo e Romain Grosjean em décimo oitavo. O pior ficou com o francês que acabou batendo forte na proteção de pneus após perder o controle do carro, e causou uma bandeira vermelha.


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário