Mercedes acerta na estratégia e Hamilton supera Verstappen no final e vence o GP da Hungria


E neste domingo (04) em Hungaroring tivemos uma corrida fora do padrão, pois mesmo tendo algumas corridas ilustre em sua história o circuito húngaro não proporciona corridas emocionantes como a que tivemos hoje, com Lewis Hamilton e Max Verstappen brigando pela vitória durante a corrida inteira, e com a Mercedes dando um belo golpe de mestre na estratégia contra a Red Bull, que permitiu com que Hamilton fosse a caçada de Verstappen e assumisse a liderança da prova à 4 voltas para o final. 

Hamilton que chegou a sua 81° vitória e está agora apenas 10 de se igualar ao Michael Schumacher que é o maior vencedor da F1 com 91 vitória. 

O pentacampeão, da Mercedes, não teve vida fácil para conquistar essa vitória , bem diferente da de muitas, pois passou grande parte da corrida na cola de Verstappen tentando arrumar um meio de superar o holandês, porém uma ordem da equipe, fez com que ele fizesse mais uma parada faltando cerca de 20 voltas para o fim, o que vez com que ele ficasse à 20s atrás de Verstappen, porém como o grande estrategista da equipe alemã previu, Hamilton conseguiu descontar essa diferença e quando chegou em Verstappen , não teve muito o que o piloto da Red Bull fazer, viu seu rival ficar por fora na primeira curva e o superar a li mesmo, já que inglês estava com pneu médios bem mais novos comparados com os pneus duros que o holandês tinha que praticamente já tinham acabado. A Red Bull por sua vez, fez com que Verstappen também fizesse mais uma parada nos boxes para colocar os pneus macios e assim conquistar o ponto extra da volta mais rápida da corrida.

O pódio foi completado por Sebastian Vettel da Ferrari que assim como Hamilton, também aproveitou seus pneus em melhores condições para superar seu companheiro de equipe, Charles Leclerc que cruzou a linha de chegada na quarta posição. A dupla da Ferrari que foram os únicos a não tomarem uma volta de Hamilton e Verstappen.  

Carlos Sainz da Mclaren, fez uma corrida espetacular e terminou na quinta posição segurando a corrida inteira Pierre Gasly da Red Bull, e o resultado da equipe de Woking, só não foi melhor pois Lando Norris que passou boa parte da corrida na sexta posição, acabou perdendo várias posições quando precisou trocar os pneus, pois teve problema com uma de suas rodas na hora da troca o que fez com que ele terminasse a corrida na nona posição. 

Quem também fez uma bela corrida, foi Kimi Raikkonen da Alfa Romeo, que mais uma vez mostrou que as vezes a experiência ajuda muito e terminou na sétima posição, à frente de Valtteri Bottas da Mercedes que terminou em oitavo lugar. 

O finlandês da Mercedes, vai para as férias da F1, com um gosto amargo, pois após ter tido uma boa batalha na classificação com Verstappen, e conquistado o segundo lugar, ele viu tudo ir por água abaixo em questão de instantes, pois na largada ele foi para cima de Verstappen e chegou a fritar os pneus na primeira curva dando chance ao Hamilton de supera-lo, e na segunda curva, quando vinha por fora acabou tocando de leve a sua asa dianteira na roda traseira do inglês, danificando ela bem de leve, mas quando entraram na reta e ele acabou perdendo a velocidade , Charles Leclerc da Ferrari o superou porém num movimento brusco acabou jogando o carro em cima do finlandês que por sua vez viu uma parte da sua dianteira ser quebrada e assim precisou fazer uma parada nos boxes ainda no inicio da corrida o que levou ele ir para a última posição e tendo que obrigatoriamente fazer uma corrida de recuperação. 

Alexander Albon da Toro Rosso novamente conseguiu chegar na zona de pontuação e completou o top 10. 




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário