Bottas comanda dobradinha da Mercedes e é pole position na China


E o treino classificatório do GP 1000 da F1 foi bem emocionante, já que a dupla da Mercedes travou uma bela batalha pelo primeiro tempo, porém quem se saiu vencedor nesta primeira batalha desse fim de semana na China, foi Valtteri Bottas que cravou o tempo de 1min 31.547s , enquanto Lewis Hamilton até tentou superar o finlandês porém acabou ficando à 0,007s atrás completando assim a dobradinha da equipe Mercedes.

Valtteri Bottas que chega a sua sétima pole position na carreira  não sabia o que é largar na ponta desde o GP da Rússia de 2018. 

As Ferrari deixaram muito a desejar, já que muitos diziam que eles poderiam estar melhores que a Mercedes no circuito de Shanghai, porém a verdade é que a equipe alemã ainda é o carro a ser batido, pois tanto Sebastian Vettel que foi o terceiro colocado quanto Charles Leclerc que foi o quarto ficaram à 0,3s do tempo marcado por Bottas e em nenhum momento do treino classificatório a dupla da Ferrari mostrou que teriam potencial para superar a dupla da Mercedes. 

O quinto e o sexto lugar ficaram com as Red Bull, Max Verstappen acabou tendo problemas de tráfego e não conseguiu fazer a sua última tentativa, porém provavelmente não mudaria muita coisa já que ele ficou à 0,5s do tempo da pole e 0,2s da dupla da Ferrari. Seu companheiro de equipe, Pierre Gasly, conseguiu pela primeira vez neste ano entrar no Q3, contudo ficou à 1,3s do tempo da pole e à 0,8s atrás de Verstappen, mostrando assim que ele ainda tem muito que melhorar caso queira continuar na equipe Red Bull.  

Alog curioso nesta classificação foi que 5 equipes passaram para o Q3 com seus respectivos pilotos, após a dupla da Mercedes, Ferrari e Red Bull, tivemos a dupla da Renault e da Haas fechando o top 10. 

Daniel Ricciardo da Renault conquistou a sua melhor posição de largada com a equipe francesa, um sétimo lugar logo à frente de seu companheiro de equipe Nico Hulkenberg que ficou com o oitavo tempo. Ricciardo que assim como Gasly da Red Bull, fez a sua primeira aparição no Q3. 

A equipe Haas que foi para o Q3 com seus dois carros, não completou nenhuma volta rápida e assim largará amanhã com Kevin Magnussen em nono e Romain Grosjean em décimo. 

No fim da tabela pela primeira vez não tivemos as Williams com as duas últimas posições, já que Antonio da Giovinazzi da Alfa Romeo que teve problemas não foi capaz de marcar nenhuma volta rápida e com isso ficou com o décimo nono lugar enquanto Alexander Albon da Toro Rosso que acabou batendo forte no terceiro treino livre nem foi para a pista já que o carro ainda estava sendo consertado e com isso ele largará na última colocação. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário