Mercedes fecha o dia em Interlagos com dobradinha com Bottas em primeiro e Hamilton em segundo


Se no primeiro treino livre em Interlagos as Mercedes, não mostraram muita competitividade, no segundo treino livre, mostraram que provavelmente aquilo que já se repete desde 2014, com uma Mercedes na pole position do GP do Brasil, pode acontecer neste ano, já que Valtteri Bottas e Lewis Hamilton cravaram os dois primeiros melhores tempos da sessão, com o finlandês sendo apenas 0,003s mais rápido que seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton.

Sebastian Vettel que ficou atrás por 0,07s de ambos os carros da Mercedes, foi o único rival que conseguiu acompanha-los e marcar um tempo na casa de 1min08s mostrando assim que provavelmente ele deverá ser a pedra no caminho da Mercedes para tentar fechar a primeira fila para o GP do Brasil amanhã (10). 

A dupla da Red Bull, terminou o dia com o quarto e quinto tempo, com Daniel Ricciardo à frente de Max Verstappen, o holandês que havia liderado a primeira sessão. Kimi Raikkonen da Ferrari veio logo atrás das Red Bull marcando o sexto melhor tempo, sendo meio segundo mais lento do que seu companheiro de equipe.

Assim como na primeira sessão, a Haas continuou sendo a quarta força, com Grosjean sendo o melhor do resto e marcando o sétimo tempo enquanto Magnussen acabou ficando com o oitavo tempo. Charles Leclerc colocou a sua Sauber entre as duas Haas e terminou o dia com o oitavo melhor tempo. 

Repetindo a mesma posição da primeira sessão, tivemos Esteban Ocon fechando o top 10 seguido por seu companheiro de equipe Sergio Perez, que ficou com o décimo primeiro tempo. 

O único piloto a não conseguir participar direito da sessão, foi Nico Hulkenberg da Renault, que escapou da pista e bateu no muro com apenas 13 minutos de sessão. O alemão acabou batendo no guard rail na subida da junção e assim causou a primeira e única bandeira vermelha da sessão. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário