Ferrari acerta na estratégia, Raikkonen vence em Austin e adia pentacampeonato de Hamilton


E neste domingo o resultado mais inesperado do ano aconteceu, Kimi Raikkonen que largou na segunda colocação optou por uma estratégia diferente da dos cinco primeiro colocados, e venceu o GP dos EUA seguido por Max Verstappen que largou na décima oitava posição e Lewis Hamilton que completou o pódio. O finlandês da Ferrari que termina com um jejum de 113 corridas sem vencer na F1, já que a sua última vitória aconteceu na Austrália em 2013 pela Lotus, já pela Ferrari, ele não vencia desde o GP da Bélgica de 2009. Outro estatística de Raikkonen, é que ele agora é o piloto mais velho a conquistar uma vitória na F1, desde Nigel Mansell em 1994.

Kimi Raikkonen que foi o único piloto dentre os 5 primeiros a largar com os pneus ultra-macios teve a vantagem na largada já que Lewis Hamilton estava com os pneus supermacios e com isso, o finlandês antes da primeira curva já era o primeiro colocado, e dali em diante liderou grande parte da corrida, porém o momento que indicou que ele teria grandes chances de vencer a prova, foi quando o safety car virtual foi acionado, e naquele momento a Mercedes chamou Hamilton para os boxes ainda no início da corrida enquanto a Ferrari fez com que Kimi permanecesse na pista, e então naquele momento era certeza que a equipe Mercedes ia para uma estratégia de duas paradas. No segundo stint de Hamilton quando ele já não tinha uma boa diferença para Raikkonen, e já tinha os pneus bem desgastado, ele foi para os boxes e assim voltou à 12s atrás de Raikkonen, porém também perdeu posição para Max Verstappen da Red Bull que já havia feito a sua parada nos boxes e colocado os pneus super-macios. Hamilton por sua vez acelerou tudo que podia e nas últimas voltas conseguiu chegar nos dois primeiros colocados que vinham andando bem juntos, mas no fim ele partiu para cima de Verstappen mas sem sucesso acabou tendo que amargar um terceiro lugar e tendo que adiar o seu pentacampeonato para a próxima corrida.

Max Verstappen foi o piloto do dia mais do que merecido já que após largar da décima oitava posição de pneus macios superou Vettel, Bottas e Hamilton, e com isso cruzou a linha de chegada na segunda posição à cerca de 1s atrás de Raikkonen.

O tetracampeão, Sebastian Vettel, que havia largado na quinta posição, voltou a cometer erros juvenis e na primeira volta, quando vinha disputando posição com Daniel Ricciardo da Red Bull, acabou tocando na lateral do australiano e rodando, caindo para as últimas posições assim como aconteceu na italia quando tocou em Hamilton e em Suzuka quando tocou em Verstappen, e desta maneira partiu para uma corrida de recuperação e no final contou com os pneus desgastados e um erro de Bottas para assumir a quarta posição logo atrás de Hamilton. Com este resultado, Hamilton precisa agora de apenas um sétimo lugar no GP do México na semana que vem para garantir pela segunda vez consecutiva em terras mexicanas mais um título.

Daniel Ricciardo da Red Bull mais uma vez sofreu com problemas no carro desta vez ainda na oitava volta da corrida e com isso chegou ao seu sétimo abandono nesta temporada, ele que vinha na briga para conseguir um lugar no pódio e literalmente a equipe Red Bull tinha tudo hoje para conseguir colocar seus dois carros nas três primeiras posições.

O melhor do resto neste fim de semana foi a equipe Renault, que viu Nico Hulkenberg terminar em sexto lugar e Carlos Sainz Jr em sétimo. Um resultado muito bom para equipe francesa, que agora abre 20 pontos de vantagem para a Haas na briga pela quarta posição no campeonato de construtores, já que a equipe americana viu Romain Grosjean que largou na sexta posição ter que abandonar a corrida ainda na primeira volta após se envolveu em um acidente com Charles Leclerc da Sauber, que voltas depois também abandonou a corrida, porém para a felicidade da Haas, Kevin Magnussen cruzou a linha de chegada na nona posição garantindo assim 2 pontos.

A Racing Point Force India pela terceira vez consecutiva teve seus dois carros na zona de pontuação, com Esteban Ocon em oitavo e Sergio Perez em décimo lugar. A equipe que agora fica apenas 10 pontos da Mclaren que ocupa a sexta posição na tabela de construtores.

Além de Leclerc, Grosjean e Ricciardo, outro piloto que abandonou a corrida porém este foi ainda nas primeiras curvas da corrida, foi Fernando Alonso da Mclaren, que acreditava em conseguir fazer uma boa corrida hoje porém acabou sendo acertado por Lance Stroll da Williams que tentou ultrapassa-lo num lugar que era impossível.

A Toro Rosso que contou com os novos motores Honda para este fim de semana, terminaram a corrida na décima primeira posição com Bredon Hartley e décimo quarto com Pierre Gasly.



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário