Vettel supera Red Bull e lidera segunda sessão de treinos livres na Hungria

Sebastian Vettel - Glenn Dunbar / LAT Images

E o alemão, Sebastian Vettel, deu o troco na Red Bull e superou os dois carros da sua antiga equipe para terminar está sexta-feira (27) na ponta.

Entretanto a diferença de Sebastian Vettel para o segundo colocado, Max Verstappen, foi de apenas 0,074s , mostrando assim que a Red Bull ainda continua viva na briga pela pole position e caso chova amanhã durante o treino classificatório eles são notoriamente os favoritos. Daniel Ricciardo ficou com o terceiro melhor tempo após ter liderado o FP1.

Do quarto colocado até o sétimo as posições se mantiveram as mesmas do FP1, com Raikkonen em quarto seguido pelas Mercedes com Hamilton e Bottas em quinta e sexto e Grosjean da Haas novamente cravando o sétimo tempo.

Como sabemos a Mercedes sempre sofre na Hungria e este ano parece não ser tão diferente dos anteriores, pois nesta segunda sessão de treinos livres vimos o líder do campeonato, Lewis Hamilton fazer apenas o quinto tempo ficando à 0,7s de Vettel, enquanto Bottas ficou à 1s, o que mostra que para este fim de semana eles vão precisar ter um pouco de sorte ou uma estratégia ousada para superar as Ferrari e as Red Bull.

Diferente do FP1 a Renault nesta segunda sessão teve apenas um carro no top 10 que foi Carlos Sainz que marcou o oitavo melhor tempo enquanto seu companheiro de equipe Nico Hulkenberg, que na primeira sessão marcou o oitavo tempo e terminou a mesma com um problema de bateria, fechou o dia com o décimo quarto tempo.

Concluindo o top 10 tivemos Pierre Gasly da Toro Rosso e Esteban Ocon da Force India.

Como previsto a Mclaren continuou sofrendo na Hungria, entretanto desta vez Alonso que repetiu novamente o décimo segundo tempo ficou à 0,1s do décimo tempo, enquanto seu companheiro de equipe Stoffel Vandoorne que teve seu chassi trocado para este fim de semana, terminou o dia na décima nona colocação, tomando 0,8s de Alonso, mas para aliviar a situação do belga, ele diferente do espanhol, utilizou muito mais o composto macio, já que em seu 'stint' com o composto ultra-macio ele acabou rodando na curva 5 e danificando os pneus significativamente, e assim preferiu continuar o restante do treino com o composto macio, enquanto Alonso passou grande parte da sessão utilizando os composto ultra-macio. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário