De ponta a ponta Hamilton vence GP da Hungria e aumenta vantagem no campeonato

Steven Tee / LAT Images

E Lewis Hamilton após largar da 'pole position' na Hungria, conseguiu converter este resultado em vitória no domingo (29), conquistando assim a sua quinta vitória na temporada e a 67ª na carreira. 

A vitória de Hamilton foi bem tranquila sem qualquer ameaça, mas isso devesse além de seu excelente desempenho num circuito pouco favorável a Mercedes, ele contou com a ajuda de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas que largou na segunda colocação e segurou Sebastian Vettel, da Ferrari, grande parte da corrida. 

Vettel por sua vez estava numa estratégia diferente dos dois pilotos da Mercedes, já que ele largou com o composto macio enquanto Hamilton e Bottas largaram com o ultra-macio , e mesmo tendo um carro superior, o alemão acabou ficando atrás do finlandês por cerca de 15 voltas, enquanto viu Hamilton abrir uma vantagem confortante, porém tudo poderia ter sido diferente se na hora de seu pit stop, as coisas tivessem dado certo, já que ele acabou perdendo tempo suficiente para que Bottas voltasse a figurar à sua frente na segunda metade da prova, e só nas voltas finais foi quando conseguiu superar o finlandês e assumir a segunda colocação, mas acabou tomando um susto pois ambos acabaram se tocando mas quem levou a pior foi o piloto da Mercedes. Com isto Vettel e Raikkonen não tiveram mais nenhum problema para cruzarem a linha de chegada na segunda e terceira colocação. 

No campeonato a diferença de Hamilton para Vettel subiu para 24 pontos, enquanto no campeonato de construtores a diferença está na casa dos 10 pontos apenas, e falta ainda 8 corridas para o término desta temporada. 

Valtteri Bottas ,que já havia batido em Sebastian Vettel e acabou danificando a sua asa dianteira, e assim acabou perdendo terreno para Daniel Ricciardo da Red Bull, que até então vinha na quinta posição, e como era de se esperar o australiano foi para cima do finlandês e tentou o superar pelo lado de fora da curva 1, mas o mesmo acabou espalhando o carro e tocando na lateral do carro de Ricciardo, para piorar a situação Bottas danificou mais ainda a sua asa dianteira, assim na última volta o australiano colocou o carro pelo lado de dentro e ganhou a posição do piloto da Mercedes, cruzando assim a bandeirada na quarta posição. Ricciardo que fez uma corrida heroica, já que após largar na décima segunda colocação ele acabou perdendo posição na largada e caiu para décimo sexto, e com toda sua competência ele escalou o pelotão e salvou o fim de semana da equipe Red Bull. Bottas que cruzou a bandeirada na quinta posição chegou a ser punido com o acréscimo de 10s no seu tempo de corrida, mas ainda manteve a quinta posição. 

O sexto colocado foi Pierre Gasly da Toro Rosso, que havia largado na sexta posição e conseguiu cruzar a linha de chegada na mesma colocação, obtendo assim mais um excelente resultado para a Toro Rosso nesta temporada, porém sendo apenas a terceira corrida que ele pontua com a equipe. Seu companheiro de equipe Brendon Hartley que largou na oitava posição acabou não tendo um bom desempenho na corrida e ficou apenas com o décimo primeiro lugar. 

A equipe Haas daquelas que disputam a quarta posição no campeonato de construtores, conseguiu mais uma vez ter seu dois carros no top 10, com Kevin Magnussen em sétimo e Romain Grosjean em décimo lugar, e para melhorar ainda, eles viram a sua grande rival, a equipe Renault, que atualmente ocupa a quarta posição no campeonato de construtores, pontuar apenas com Carlos Sainz Jr na nona posição. 

A Mclaren por sua vez parecia não ter o carro ideal para este circuito, mas com uma bela estratégia eles chegaram a ter na segunda metade da corrida Alonso em oitavo e Vandoorne em nono, e tudo parecia se encaminhar para este ótimo resultado, mas o belga foi pego de surpresa com um problema na caixa de câmbio e precisou abandonar a corrida, mas o espanhol conseguiu cruzar a bandeirada na oitava posição e marcar alguns pontinhos neste fim de semana que ele completou 37 anos. 

Além de Vandoorne, ainda tivemos Max Verstappen e Charles Leclerc abandonando a prova. O piloto da Red Bull, que abandonou a corrida por causa de problemas no motor, não teve papas na linguá e falou um monte via rádio sobre o motor Renault. 

A próxima etapa do mundial de F1 acontecerá no dia 26 de agosto em Spa-Francorchamps. 



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário