Vettel arrisca, segura Bottas no fim e vence o GP do Bahrain, Gasly termina em quarto lugar



E o alemão da Ferrari, Sebastian Vettel venceu neste domingo (8) o seu GP de número 200 na F1, com direito a um final espetacular.

Vettel que largou na pole position passou grande parte da corrida na ponta e no controle de tudo, e seguia o plano de fazer duas paradas já que ele havia largado de pneus super-macios e depois trocado para os macios, entretanto a Mercedes havia se preparado para fazerem apenas uma única parada tanto com Bottas quanto com Hamilton que em seus pit stop colocaram os pneus médios, e com essa tática no fim eles poderiam terminar com uma dobradinha, mas não contaram que o alemão da Ferrari, mesmo estando com os pneus macios iria arriscar tudo para conquistar essa vitória. Sem pneus praticamente no final, Vettel viu Bottas tirar a vantagem e ficar a menos de 1s , porém mesmo com o finlandês conseguindo abrir o DRS nas duas voltas finais, Vettel conseguiu segura-lo e cruzar a bandeirada quadriculada em primeiro lugar com Valtteri Bottas a menos de 1s atrás. 

Com está vitória Vettel chega à 50 pontos no campeonato, 17 pontos à mais que Hamilton. Enquanto na tabela de construtores a Ferrari fica com 10 pontos à frente da Mercedes. 

A Mercedes fez tudo que podia para tentar ao menos fazer um de seus pilotos vencer, mas acabaram sendo pegos de surpresa por Sebastian Vettel. Bottas na largada conseguiu superar seu compatriota da Ferrari, Kimi Raikkonen, e dai em diante era garantido que se nada acontecesse ele terminara nesta posição, no fim quando conseguiu chegar em Vettel, o finlandês faltou arriscar um pouco mais no fim da reta dos boxes e freado um pouco mais tarde, porém não tentou nada diferente teve que se contentar em terminar na segunda posição. 

Lewis Hamilton que havia sido penalizado pela troca da caixa de câmbio e com isso largou na nona posição, fez uma boa corrida de recuperação, e chegou a passar na reta do boxes três carros de uma vez, sendo uma Mclaren, uma Force India e uma Renault, e dai em diante foi escalando o pelotão. Na estratégia que ele e a Mercedes tinham, a intenção era que eles conseguissem ao menos estar no pódio, superando assim Kimi Raikkonen, mas como o finlandês teve um problema sério no seu segundo pit stop, o pódio para Hamilton se tornou algo mais do que garantido, e então a questão era apenas de tentar melhora sua colocação, mas como seu rival não foi para os boxes, ele acabou terminando na terceira posição. 

Pierre Gasly literalmente foi o piloto do fim de semana, depois de ter marcado ontem na classificação o sexto tempo, largou hoje em na corrida em quinto por causa da punição de Hamilton, e o francês conseguiu se manter muito bem na posição que largou e ai como Raikkonen não terminou a corrida , ele assumiu a quarta posição e se manteve sólido até o final. Gasly que com este resultado marca seus primeiros pontos na F1, além de conquistar o melhor resultado da Toro Rosso na categoria desde a vitória de Vettel em Monza 2018. Além disso este primeiro grande resultado da Toro Rosso-Honda mostra que os japoneses estão progredindo, mas só vão poder confirmar isso se conseguirem manter o mesmo desempenho nas próximas corridas.

O quinto colocado foi Kevin Magnussen da Haas que após ter abandonado o GP da Austrália, conseguiu conquistar no Bahrain os primeiros pontos nesta temporada. Nico Hulkenberg da Renault, que desde sexta-feira mostrou um bom rendimento, conseguiu confirmar isso na corrida, e terminou na sexta colocação. 

A Mclaren que no sábado havia feito apenas o décimo terceiro e décimo quarto tempo, terminou pela segunda vez consecutiva nesta temporada com os dois carros na zona de pontuação, com Fernando Alonso em sétimo e Stoffel Vandoorne em oitavo. Com este resultado o espanhol assume a quarta posição no campeonato de pilotos enquanto a Mclaren desbanca a Red Bull e assume a terceira posição no campeonato de construtores. 

Fechando o top tivemos outra grande surpresa, Marcus Ericsson da Sauber que também tinha a estratégia de fazer apenas um parada conseguiu termina na nona posição, seguido de Esteban Ocon da Force India, ambos que junto de Gasly e Magnussen marcam os primeiros pontos desta temporada. Com isso até agora a Williams é a única equipe a não pontuar nesta temporada. 

A Red Bull teve uma corrida para esquecer, pois viu em poucas voltas seus dois carros abandonarem a prova, sendo Ricciardo o primeiro, devido a problemas mecânicos, em seguida foi Verstappen que numa disputa com Hamilton, acabou se tocando e furando o pneu traseiro, ele até trocou o pneu e retornou para a corrida, mas acabou parando pela pista e abandonando a corrida.

O grande destaque da corrida ficou com a Ferrari na volta 34, quando Kimi Raikkonen foi para fazer seu segundo pit stop, e acabou sendo liberado antes mesmo do pneus traseiro fosse trocado e com isso acabou passando por cima da perna de um de seus mecânicos, que sofreu um séria fratura, o mesmo foi levado para o hospital. Raikkonen por sua vez abandonou a corrida logo após o desastroso pit stop.

A próxima corrida acontece no China já no próximo fim de semana. 



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário