Petrobras retorna à F1 com parceria técnica com a Mclaren



E após vários meses de especulação de que a equipe Mclaren poderia trocar seu fornecedor de combustível, ontem (20) resolveram anunciar a sua nova parceria técnica com a Petrobras, que passa a fornecer combustível para a equipe de Woking a partir de 2019.

Embora a Mclaren houvesse iniciado uma parceria com a BP/Castrol no início da temporada passada após encerrar sua parceria de 22 anos com a Mobil, a mudança do motor Honda para o motor Renault gerou dúvidas sobre o futuro dessa parceria.

O acordo entre a Mclaren e a Petrobras prevê uma parceria técnica para se desenvolver combustíveis e lubrificantes de alto desempenho, além disso está parceria poderia ser estendida a outras áreas estratégicas, como por exemplo o compartilhamento de tecnologias entres ambas as partes. A marca brasileira, será exibida nos carros, uniformes e nas instalações físicas da equipe. Além disso está parceria entre Mclaren e Petrobras não envolvera a contratação de pilotos brasileiros.

A Petrobras que trabalhou até o final de 2016 com a equipe Williams, e já se especulava que a marca brasileira gostaria de voltar a F1 fazendo uma parceria com outra equipe, e a Mclaren foi uma escolha lógica.


CEO da Petrobras, Pedro Parente, disse: 

"As parcerias são estratégicas para a Petrobras. A tecnologia desenvolvida para a F1 será transferida para os nossos produtos que oferecemos aos nossos consumidores. E estar na vanguarda do desenvolvimento de combustível e lubrificantes é de muito valor para a nossa empresa, seus acionistas e clientes". 

O diretor executivo da Mclaren, Zak Brown , se mostrou muito contente com está parceria e comentou:

"A paixão do Brasil pela Fórmula 1 é lendário e o país já produziu alguns nomes emblemáticos na história da Fórmula 1. Estamos muito satisfeitos em pode estreitar nosso relacionamento com os fãs brasileiros através da nossa parceria com a Petrobras, que é uma marca emblemática para o país. A Petrobras é uma organização ambiciosa e esperamos ansiosamente para ver a Mclaren ao lado deles"- concluiu.

Como parte do acordo, a Petrobras, também terá um laboratório na garagem da equipe britânica durante as sessões de treino e corridas, permitindo assim fazerem análises em tempo real do desempenho do combustível.




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário