Yusuke Hasegawa afirma que eles precisam trabalhar mais na confiabilidade do motor Honda


A Mclaren-Honda teve um semana um tanto agridoce, pois nos dois primeiros dias a equipe de Woking viu o seu novo bólido mostrar grandes avanços e completar mais de 200 voltas, o que deixou todos pensando que a equipe havia resolvido os problemas de confiabilidade do motor, porém no terceiro dia o carro apresentou um pequeno vazamento hidráulico o que até ai estava tudo bem, mas no quarto dia a situação piorou novamente o MP4-31 sofreu com um vazamento e ficou de fora o dia todo. 

Assim o novo diretor da Honda na F1, Yusuke Hasegawa afirmou que mesmo com os problemas que a equipe sofreu nos últimos dias eles não podem se esquecer do grande avança que conseguiram.

"A nossa atividade em pista esteve severamente limitada por causa de um vazamento que acabou exigindo mais tempo do que o esperado para localizarmos e concertarmos" afirmou Hasegawa.

"Sobre os nossos primeiros quatro dias de testes, tivemos um bom começo, que confirmou a melhoria no ERS. No entanto, os últimos dias mostraram que ainda há partes da unidade de potência que temos que trabalhar para preparar para a corrida de Melbourne e também para as outras corridas que vem em seguida" explicou o japonês.

"A nossa meta é ir para a segunda fase de testes na próxima semana para calibrar o desempenho do carro" concluiu o novo diretor da Honda na F1.

A equipe de Woking que ficou em Barcelona para aproveitar o dia de filmagem que tem por direito para trabalhar um pouco mais no carro e acabar por deixa-lo preparado para a segunda semana de testes, que começaram na próxima terça-feira.



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário