Wolff e Hamilton vs Rosberg e Lauda: Está é a guerra interna da Mercedes após o GP do México



Uma das ações mais polêmicas do GP do México foi o momento em que Lewis Hamilton teve de fazer seu segundo e último pitstop. A equipe Mercedes havia optado por uma estratégia de uma parada só para ambos os carros, porém quando viram que a vantagem de Nico Rosberg e de Lewis Hamilton para o terceiro colocado era boa, eles resolveram mudar a estratégia e decidiram que seus pilotos iriam novamente para os boxes com medo de que algo acontecesse com os pneus. O primeiro a entrar foi Nico Rosberg, já que ele liderava a corrida. Na volta seguinte, foi a vez de Lewis Hamilton, mas o britânico se recusou a fazer mais uma parada, já que naquele momento ele era o primeiro colocado. Lewis pensou que poderia terminar a corrida com esse conjunto de pneus e viu uma oportunidade de ganhar, pois seu companheiro de equipe que já havia parado estava a 20s atrás. Porém, Hamilton entrou na volta seguinte após a equipe dizer no rádio que era uma ordem.

Após a corrida, Toto Wolff fez declarações sobre este assunto. Para o chefe da Mercedes, a atitude de Lewis Hamilton foi correta.

"Ele precisa questionar e precisa perguntar, é perfeitamente razoável. Estávamos na esteira [com os pneus do segundo stint], tínhamos um boa vantagem, e é por isso que decidimos fazer mais um parada".

"Eu quero ter um robô dentro do carro? Não. Eu quero o melhor piloto de corridas. É assim que é. Ele questiona, e vimos isso com Vettel. Não é nenhum problema, desde que a equipe mantenha a visão geral. Nenhum problema para mim", concluiu o dirigente.

No entanto, Pady Lowe não suporta a visão de Wolff e acredita que Hamilton deveria ter ido para os boxes na mesma hora que a sua equipe pediu. Lowe argumenta que Hamilton não precisava questionar a equipe e demorar para entrar para os boxes.

"Ele tecnicamente foi errado por não ir para os boxes quando o chamamos. Só de olhar para ele a partir do seu ponto de vista, claramente ele entendia o por que estávamos fazendo aquilo. Quando um piloto está dirigindo em torno de 350km/h não tem como dar explicação técnica que levaria vários minutos" admitiu.
Além disso Lewis Hamilton não deixou passar em branco a vitória de Nico Rosberg e disparou que após ele ganhar o tricampeonato a equipe se viu na necessidade de agradar o piloto alemão.

“A equipe sentiu a necessidade de agradá-lo (Rosberg). Sei do que estou falando, mas não vou dar detalhes. Você deveria perguntar a Toto (Wolff) e Niki (Lauda) o que eles têm de fazer nos bastidores para mantê-lo feliz”.

Entretanto após a declaração de Hamilton, Niki Lauda o rebateu dizendo que Nico Rosberg mereceu a vitória já que foi melhor que o piloto britânico em todos os aspectos no GP do México.

“Eu o parabenizo por ter se recuperado da situação em que estava antes. Em todos os aspectos, ele foi melhor do que Lewis no México”, disse ele.

Podemos ver a Mercedes está começando a ter grandes problemas de relacionamento internamente, e já está surgindo indícios de que o relacionamento entre Toto Wolff e Niki Lauda não está indo tão bem, isso porque após a corrida do México, Wolff cancelou seus compromissos e deixou o circuito rapidamente, enquanto Lauda dava algumas entrevistas.

E para fortalecer ainda mais os rumores, o jornal baseado em Londres, The Times, relatou que Lauda está pretendendo deixar a equipe Mercedes no final desta temporada.

O podemos ver claramente é que tudo o que está acontecendo na Mercedes uma boa parte é culpa de Lewis Hamilton que sempre quis ser o queridinho da equipe, e agora com o tricampeonato garantindo ele quer ter a Mercedes toda para ele , da mesma forma que fez em 2007 na Mclaren em seu primeiro ano na F1, quando bateu de frente o bicampeão Fernando Alonso, que no final da temporada acabou abandonando a equipe por diversas brigar com Ron Dennis, já que o dirigente estava dando preferencia ao jovem talento.

Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

1 comentários:

  1. Respeito a tua opinião, mas acredito que você esteja jogando uma culpa pra cima do hamilton que ele n tem. Achei que sua reportagem no final foi um tanto quanto tendenciosa, os dois pilotos brigam por espaço e é assim desde sempre.

    ResponderExcluir