Vettel dispara " Fiz um trabalho de merda"



E o GP do México não foi a corrida ideal para a Scuderia Ferrari, isso porque com os abandonos de Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen a equipe repetiu um feito que desde o GP da Austrália de 2006 não ocorria, que foi o abandono dos dois carros italianos.

Sebastian Vettel que havia no sábado dito durante a coletiva de imprensa para que Nico Rosberg e Lewis Hamilton se socassem na primeira curva para que ele conseguisse vencer a corrida, acabou vendo o isso acontecer sim só que entre ele e seu ex-companheiro de equipe Daniel Ricciardo. Ambos acabaram se tocando na primeira curva após a largada, mas com um pneu furado a corrida de Vettel já tinha ido para o saco, além dele ter passado a corrida toda apanhando dos pneus que não davam a aderência suficiente que ele precisava para que superasse alguns carros, mas como diz aquele ditado "Nada é tão ruim que não possa piorar", Vettel acabou passando reto numa das curvas da pista mexicana e terminou na barreira de pneus.

Via rádio, Vettel pediu desculpas à equipe. O engenheiro de pista respondeu “não tem problema”, mas o alemão insistiu e disse.“Sim, isto é um problema. Fiz um trabalho de merda hoje.”

"Hoje eu tive um começo de corrida muito ruim e, obviamente, após o contato com Daniel estava com raiva, mas no final ninguém teve culpa. É evidente que ele não podia evitar de me bater porque eu estava indo muito rápido para o meu traçado, mas essas coisas acontecem. Isso é corrida, embora dolorosa as vezes as coisas acontecem na primeira curva e você tem que superar. A corrida foi perdida. Eu estava esperando que o carro de segurança entrasse antes, mas não entrou. Eu tentei pegar, mas dois erros não me ajudaram. O último foi o fim da minha corrida e não estou orgulhoso disto. O carro geral foi bom, fomos rápidos, o ritmo foi promissor e estávamos muito perto da Mercedes, provavelmente, não tão perto. Eu tentei de tudo para voltar.", disse o tetracampeão.

Com o este abandono, Vettel que era o vice perdeu o lugar no Mundial de Pilotos para Nico Rosberg, que venceu o GP do México e abriu 21 pontos de vantagem sobre o alemão da Scuderia Ferrari.
Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário