Alonso chuta o balde na casa da Honda e berra no rádio "motor de GP2"


E neste domingo durante a corrida o espanhol Fernando Alonso não conseguiu segurar a sua frustração com o desempenho do MP4-30 e acabou chutando o balde com a Mclaren e com a Honda em vários momentos da corrida. Uma das frases detonadoras de Alonso foi quando Max Verstappen da Toro Rosso fez a ultrapassagem e ele sem poder fazer nada berrou logo em seguida no rádio para seu engenheiro e o mundo todo escutar sua frustração dentro do carro:

“Motor de GP2, motor de GP2. Aaargh!”.

Alonso que havia ganhado diversas posições na largada chegou a andar em 9º lugar, porém acabou sendo ultrapassado facilmente por outros carros, e todas as perdas de posições aconteceram na reta oposta, mostrando assim a diferença de potência do motor Honda para com os adversários.

Ainda na primeira perda de posição, Fernando Alonso já havia se queixado, dizendo: "É muito vergonhoso ser ultrapassado daquela forma".

Depois de terminar a corrida em 11º lugar, Alonso reconheceu sua frustração porém diminuiu as críticas.

“Definitivamente, fico muito envergonhado em ver outros carros que estão atrás de mim errando, saindo do traçado ideal, ficando de lado, enquanto eu faço a curva corretamente e quando olho no retrovisor na reta para ver onde eles estão, eles já estão do meu lado. A falta de potência que temos de motor é como se fossemos de outra categoria. O lado positivo, foi que estamos melhorando nossa confiabilidade e não repetimos os erros de Singapura" disse o espanhol.

Quando questionado se continuaria a acreditar no projeto da McLaren, o Alonso mostrou-se muito otimista e afirmou.

“É a única equipe que no futuro pode desafiar a Mercedes. Mas no momento atual, ainda não dá para lutar com eles. Todos estão trabalhando muito para identificar todos os nossos problemas e isso é positivo. Vamos encontrar as soluções, mas não dá para esconder que estamos frustrados.”

As declarações de Alonso durante a corrida, incomodou o presidente executivo da Mclaren, Ron Dennis, que disse que a queixa do espanhol não foi nada construtiva.

" Não foram comentários felizes e não estou satisfeito, isso mostra a falta de profissionalismo que eu gostaria que meus pilotos tivessem.  Posso até entender, pois não se trata de apenas uma corrida. Vou tolerar isso? Lógico que não. Vou entrar no tiroteio? Também não. Mas vou lidar com isso do meu jeito, e meu jeito não é em público", declarou Ron Dennis.

Jenson Button, companheiro de equipe de Alosno, foi mais cômico quando fez sua crítica.

"Somos samurais sem espadas e sem armaduras",.


Veja o vídeo de Alonso berrando no rádio:




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário