Hamilton vence o GP do Japão e amplia vantagem sobre Rosberg


E a corrida no Japão foi marcada pela apreensão, primeiro com tufão e depois com o acidente gravíssimo do piloto da Marussia, Jules Bianchi. E de acordo com as primeiras informações sobre o acidente, Bianchi teria acertado um trato que estava retirando o carro do alemão Adrian Sutil, que momentos antes, tinha passado reta na cuva Dunlop e acabou se chocando na proteção de pneus.

O GP do Japão deste ano, começou e terminou com o safetycar na pista, além de ter completado 47 voltas das 53 , a corrida que começou após 10 voltas completadas com o safetycar, tendo á frente Nico Rosberg se mantendo na primeira colocação, porém foi na volta 29, quando ele estava tendo problemas com a parte traseira de seu carro que seu companheiro de equipe e líder do campeonato, partiu para o ataque e foi buscar a primeira posição na primeira curva do circuito colocando o carro do lado de fora e fazendo uma bela de uma ultrapassagem, dai em diante Hamilton conseguiu manter um ritmo enquanto Rosberg não podia fazer muita coisa a não ser garantir mais uma dobradinha da equipe. A situação agora no campeonato não é tão ruim assim pois Hamilton abriu uma vantagem de apenas 10 pontos tendo ainda mais 4 corridas para serem disputados e uma delas a pontuação será dobrada, então é provável que Nico Rosberg ainda possa voltar a liderar o campeonato.

Logo atrás da dupla da Mercedes, tivemos a dupla da Red Bull com Sebastian Vettel na terceira posição e Daniel Ricciardo na quarta posição, eles que tinham comprometido o ritmo na qualificação quando preferiram configurar o carro para pista molhada, mas o que valeu muito apenas pois eles conseguiram superar a dupla da Williams que terminaram na sexta e sétima posição com Valtteri Bottas voltando a superar seu companheiro de equipe Felipe Massa.
Um surpresa durante a corrida foi o piloto da Mclaren, Jenson Button que grande parte da corrida sempre andou na terceira posição, e parecia que hoje ele acabaria com o jejum da Mclaren de subir ao pódio, mas ele acabou perdendo um tempo muito precioso quando teve que trocar o volante do MP4-29 e nessa altura da corrida ele já tinha perdido a posição para o tetracampeão e foi questão de tempo para que Daniel Ricciardo o superasse no hairpin na volta 43.

Nas três ultima posições do top 10, tivemos Nico Hulkenberg , Jean-Éric Vergne e Sergio Pérez, ambos os pilotos que não tinham conseguido se classificar entre os dez melhores ontem, mas hoje fizeram uma boa corrida e desbancaram muitos pilotos que pareciam ser garantidos que terminariam no top 10 como foi o caso do Ferrarista, Kimi Raikkonen que terminou a corrida na modéstia décima segunda posição, enquanto seu companheiro de equipe Fernando Alonso ainda nas primeiras voltas com o safetycar viu o seu F14T ter um apagão e obrigando o espanhol a abandonar a corrida.

Resultado do GP do Japão:


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário