Lauda pede desculpa a Ferrari



Niki Lauda voltou atrás da sua opinião e pediu desculpas a equipe Ferrari, ele que expressou de maneira agressiva e com censura zero, a sua opinião sobre os carros da Ferrari e da Mclaren, os quais ele chamou de "merda" e isso acabou causando uma certa polêmica no paddock, entretanto Toto Wolff teve que entrar e afirmar que a opinião de Lauda é pessoal e não está ligada a opinião da equipe Mercedes.

" Lauda foi contra a maré, mas é a sua opinião pessoal e não a da Mercedes."

Lauda hoje deu o primeiro passo para tentar conseguir o perdão da equipe Ferrari a qual ele ganhou seu primeiro título na F1. 

"Peço desculpas ao presidente o presidente da Ferrari, Montezemolo e para os fãs italianos. Eu não deveria ter usado aquela palavra. Eu estava errado e não procuro justificativas. Então liguei para Montezemolo e me expliquei sobre esse incidente e que isso não voltará a se repetir . A culpa foi minha me perdoe".

"Foi como ter chegado em um ponto de frenagem o qual eu não conseguia parar mais, as vezes isso pode acontecer"

Além de pedir desculpas Niki Lauda afirmou que notou a performance da equipe Ferrari em Hockenheim e quer ver eles brigando pelas primeiras posições na hungria.

"Notei  uma Ferrari forte em Hockenheim e gostei de ver Alonso tendo grandes duelos durante a corrida, entretanto espero que Raikkonen se recupere pois ele é um campeão e está ocupando posições que não é dele".

"Espero uma Ferrari brigando pelas primeiras posições mesmo se for contra nós. Temos realmente um super carros mas a Ferrari vem lentamente se tornando forte e melhorando seus resultados a cada corrida, as outras equipes estão se aproximando mas acredito que em breve a Ferrari será um perigo para todas as equipes começando por nós" concluiu Niki Lauda.


E na próxima semana seguinte, Lauda terá a oportunidade de esclarecer pessoalmente com Montezemolo em Maranello, onde será realizado uma reunião para se estabelecer novas regras da F1 . 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário