Verstappen vence GP da Malásia, Vettel se recupera e termina em quarto



E não poderia ser diferente este último GP da Malásia (pelo menos de forma consecutiva), mesmo sem chuva a corrida foi bem emocionante do começo ao fim. Max Verstappen que no passado havia conquistado sua primeira vitória na categoria em sua estréia pela Red Bull no GP da Espanha, onde viu a vitória cair em seu colo após os dois carros da Mercedes se chocarem na primeira, hoje (01) conquistou sua segunda vitória na categoria da melhor maneira, sem contar com erros ou sorte, ele na largada foi para cima de Hamilton mas não conseguiu superar o líder do campeonato, porém na volta 3 o holandês não quis saber e partiu pro tudo ou nada e conseguiu assumir a ponta da corrida dali em diante não teve com o que se preocupar a não ser levar o carro até bandeirada.

Lewis Hamilton que largou na pole position e perdeu a liderança da prova não teve uma corrida ruim, pois conseguiu cruzar a linha de chegada na segunda colocação e viu Sebastian Vettel que largou em último terminar na quarta colocação. A vantagem do inglês para o alemão subiu de 28 pontos para 34 pontos faltando agora apenas 5 GPs ou um total de 125 pontos em jogo ainda.

O terceiro lugar ficou com Daniel Ricciardo que chegou a ser superado por Valtteri Bottas na primeira volta porém algumas voltas depois conseguiu dar o troco no finlandês e ter uma corrida um pouco tranquila, já que após a primeira e única parada nos boxes, o australiano foi pressionado por Sebastian Vettel que estava com pneus super-macio enquanto ele estava com pneus macios e nas voltas finais a pressão se intensificou quando o Ferrarista conseguiu colar de vez, porém Ricciardo com todo o seu talento conseguiu manter Vettel atrás, e também contou com a temperatura alta que o motor do alemão esta. 

Sebastian Vettel que fez uma corrida fenomenal saindo de último e terminando em quarto lugar, e por causa da alta temperatura do motor ele precisou tirar o pé e parar seu ataque em cima de Ricciardo que claramente resultaria em um lugar no pódio, também bateu o recorde histórico do circuito de Sepang que era de Juan Pablo Montoya desde 2004, ao cravar a volta mais rápida da corrida com 1min34.080s . A Ferrari que parecia ter tudo programado para a corrida tendo Kimi Raikkonen largando na segunda colocação o que poderia certamente minimizar os ganhos de Lewis Hamilton na corrida, acabou vendo o finlandês tendo que abandonar a corrida antes mesmo da volta de apresentação, ele que sem dúvida alguma era realmente o favorito para vencer está corrida devido o bom desempenho que a Ferrari apresentou ao longo deste fim de semana. 

O alemão da Ferrari parece não estar vivendo bons dias na F1, isso porque após a bandeirada ele viu sua suspensão traseira ser destruída por Lance Stroll num acidente bizarro, sem ter carro para voltar para os boxes Vettel pegou carona na Sauber de Pascal Wehrlein. 

A quinta colocação ficou com Valtteri Bottas que teve uma corrida bem abaixo do esperado, após quase conseguir pular de quarto para segundo na largada, o finlandês perdeu muito ritmo sendo superado por Ricciardo e por Vettel. Perez terminou logo atrás de Bottas na sexta colocação. 

A Mclaren que ontem (30) voltou a ver novamente seus dois carros no top 10 hoje (01) conseguiu ver apenas um deles terminar no top 10 e desta  vez não foi Fernando Alonso, Stoffel Vandoorne que havia feito o sétimo melhor tempo na classificação cruzou a bandeirada na mesma posição. O piloto belga que também havia conquistado um sétimo lugar no GP de Singapura, com isso ele fica à três pontos de Fernando Alonso na tabela de pontos. 

A dupla da Williams terminaram na oitava e nona colocação com Lance Stroll e Felipe Massa, eles que brigaram com Esteban Ocon e Stoffel Vandoorne durante a corrida. O brasileiro por sua vez chegou até colocar Ocon para fora da pista na intenção de manter sua posição. Com os dois pontos conquistados,  Massa fica agora a apenas 1 ponto de Hulkenberg que ocupa a décima colocação na tabela de pontos. 

Esteban Ocon que não teve uma corrida nada tranquila, isso porque ainda no início da prova chegou a se tocar com Felipe Massa, fazendo o brasileiro perder posições, voltas depois quando o francês brigava por posições com Carlos Sainz Jr da Toro Rosso, acabaram se tocando e o piloto da Force India acabou levando a pior já que caiu para décimo segundo lugar atrás das Williams e pela segunda vez na corrida ele se encontrou com Felipe Massa e novamente se estranharam após o chega pra lá do brasileiro, Ocon teve que se contentar com o décimo lugar.

Em décimo primeiro tivemos Fernando Alonso que ficou de fora do top 10, porém mesmo assim ainda teve seus momentos na corrida como foi o caso do chega pra lá que ele deu em Kevin Magnussen da Haas e quando estava recebendo bandeira azul para abrir passagem para Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel e acabou se colocando entre os dois fazendo assim com que o alemão da Ferrari perdesse um tempo precioso. 

Pierre Gasly estreante neste fim de semana terminou na décima quarta colocação. 

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 acontece já no próximo fim de semana no Japão. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário