De ponta a ponta Hamilton vence o GP do Japão e já pode se tornar tetracampeão na próxima corrida

© Glenn Dunbar/LAT/Sutton Images


Lewis Hamilton dominou literalmente o GP do Japão do começo ao fim chegando assim a sua 61ª vitória na carreira. O piloto inglês ainda viu Sebastian Vettel, abandonar a corrida ainda no começo devido problemas no motor, o alemão que ainda no grid de largada enfrentou problema de vela minutos antes da largada.

Com o abandono de Sebastian Vettel , Lewis Hamilton agora abre uma vantagem de 59 pontos sobrando agora apenas 4 corridas ou melhor sobrando agora apenas 100 pontos em jogo, desta forma o inglês já poderia conquistar o título na próxima etapa caso consiga fazer 16 pontos a mais que Vettel.

Max Verstappen que chegou na segunda colocação à 1,2s atrás de Hamilton, fez uma excelente corrida, ainda na primeira volta ele superou seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel que já começava a sofrer com problema no motor, o jovem piloto passou a corrida inteira nesta mesma posição sem muitas emoções, porém faltando poucas voltas pro final ele aproveitou que Hamilton estava sofrendo com vibrações nos pneus e conseguiu reduzir a vantagem chegando até ficar a menos de 1s do piloto da Mercedes, que além de estar com problemas estava preso atrás de Alonso e Massa que era retardatários, porém os mesmos também prejudicaram Verstappen que teve que se contentar em cruzar a linha de chegada na segunda colocação. 

Daniel Ricciardo por sua vez terminou a corrida na mesma colocação que largou em terceiro, seguido de Valtteri Bottas que nas voltas finais fez diversas voltas rápidas de pneus super-macios mas não conseguiu superar o australiano da Red Bull. 

A única Ferrari a completar a corrida foi a de Kimi Raikkonen que havia largado na décima colocação e conseguiu terminar a corrida num solitário quinto lugar. 

A dupla da Force India terminaram na sexta e sétima colocações com Esteban Ocon superando Sergio Perez. Ocon que teve um belo inicio de corrida chegando a ficar por algumas voltas na terceira posição porém não demorou para que o Ricciardo, Bottas e Raikkonen o superassem. 

Outra dupla que esteve na zona de pontuação foi a da equipe norte-americana, Haas F1Team, que viu Kevin Magnussen e Romain Grosjean terminarem na oitava e nona colocação. Magnussen e Massa que chegaram a se tocar na curva 2 o que resultou na perda de posições do brasileiro para os dois pilotos da Haas. 

Felipe Massa terminou em décimo porém não foi uma tarefa fácil já que Fernando Alonso da Mclaren que havia largado na última colocação nas últimas voltas da corrida partiu para cima do brasileiro na intenção de conquistar ao menos um ponto na corrida de casa da Honda, entretanto devido ao deficit entre o motor Honda e o motor Mercedes, Massa conseguiu manter sua posição. 

Jolyon Palmer que não estará mais na F1 já a partir do próximo GP, terminou na décima segunda colocação. 



Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário