Mau tempo impede execução da segunda sessão de treinos livres na China



E depois da primeira sessão de treinos livres conturbada devido ao mau que causou diversas bandeiras vermelhas com longa duração, e fazendo assim com que os pilotos fosse quase não fossem para a pista, a segunda sessão era esperada que o tempo melhorasse para assim termos uma sessão com mais ação em pista, entretanto, a segunda sessão de treinos livres não pode ser realizada, devido as condições neblina, que mais uma vez impediu com que o helicóptero de resgaste conseguisse operar e com isso nenhum carro pode ir para a pista.

O diretor de corrida, Charles Whiting , disse que as interrupções não foram por causa das condições atmosféricas no circuito, mas sim da cidade de Xangai, pois o helicóptero de resgaste, estava sem condições de aterrissar no centro da metrópole chinesa, onde se encontrar o hospital que foi designado para dar apoio ao GP da China e por este motivo houve bandeiras vermelhas na primeira sessão. 

Charlie Whiting até esperou com que o tempo desse uma brecha porém isso não aconteceu.

"No momento o helicóptero de resgaste não consegue aterrissar no hospital", explicou. "Parece razoável a situação no circuito, mas eles não podem aterrissar no centro de Xangai".

Infelizmente com tudo isso quem perde são as equipes e os pilotos, que sempre utilizam os treinos livres para achar o melhor acerto de seus carros e testar algumas novidades no carro, e com isso podemos prever que a última sessão de treinos caso venha acontecer, será bem movimentada já que as equipes terão pouco tempo para fazerem simulação de corrida e classificação, o que deixa as coisas bem imprevisíveis.





Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário