Fernando Alonso disputará as 500 milhas de Indianápolis com a Mclaren



E o mundo do esporte a motor, nesta quinta-feira (12) teve uma bela surpresa com Fernando Alonso e a Mclaren, que irão disputar as 500 milhas de Indianápolis nesta ano. O espanhol que com isso não irá participar do GP de Mônaco.

Após semanas de negociações envolvendo a Honda, Mclaren e Alonso, um acordo foi fechado para que o espanhol corra em Indianápolis, ele que estará inscrito para a corrida com um carro da Mclaren o qual será gerenciada pela equipe Andretti Autosport, que utiliza motores Honda na categoria norte-americana.


E mesmo o GP de Mônaco sendo uma corrida que possa de fato oferecer a equipe de Woking junto de Alonso a oportunidade de conquistarem um bom resultado, a tentação de disputarem uma das corridas mais icônica do mundo do automobilismo falou mais alto. E sobre quem será o substituto de Alonso para o GP de Mônaco, a Mclaren ainda não revelou, porém pode ser que Jenson Button assuma este lugar.


"Estou imensamente contente em poder disputar as 500 milhas de Indianápolis este ano junta da Mclaren, Honda e Andretti. Está é uma das corridas mais famosas do automobilismo, que só se compara com as 24 horas de Le Mans e com o Grande Prêmio de Mônaco. E será uma pena não poder disputar o GP de Mônaco, mas será a única corrida de 2017 da F1 que irei perder, já que estarei de voltar ao cockpit no GP do Canadá", disse o espanhol.

"Nunca pilotei um carro de Indy e nem em uma pista oval, mas estou confiante que irei me adaptar ao carro bem rápida. Eu sempre assisto as corridas da Indy pela TV ou online e é claramente necessário ter precisão para andar lado a lado com outros carros a mais de 320km/h".

"Estou ciente que precisarei de ganhar experiência e aprender sobre o carro, e por isso após o GP da Espanha, irei voar direto para Indianápolis, afim de começar a testar o nosso Mclaren-Honda Antretti ", afirmou.


Fernando Alonso, também explica que participar das 500 milhas de Indianápolis faz parte de algo grandioso, que é conquistar a tríplice coroa, que nada mais é que vencer o GP de Mônaco o qual ele já ganhou duas vezes, vencer as 24 horas de LeMans e as 500 milhas de Indianápolis. O espanhol que chegou a conversar com a Porsche para disputar as 24 horas de LeMans em 2015 porém a proposta acabou sendo vetada pela Honda, devido a parceria técnica e fornecedora de motores da equipe de Woking, e com isso a Porsche escolheu o alemão, Nico Hulkenberg, que venceu naquele ano as 24 Horas de LeMans.

"Já ganhei o GP de Mônaco duas vezes, e é uma das minhas ambições conquistar a Tríplice Coroa, a qual foi conquistada por apenas um piloto na história: Graham Hill. É um desafio bem difícil, mas estou pronto para aceitá-lo. Ainda não sei quando irei correr em Le Mans, mas pretendo fazer isso algum dia, tenho apenas 35 anos e tenho muito tempo para fazer isso", concluiu o espanhol bicampeão da F1.



A Mclaren que já esteve nas 500 milhas de Indianápolis e venceu por duas vezes, em 1974 e 1976 com Johnny Rutherford, enquanto um Penske com chassi Mclaren ganhou em 1972 com Mark Donohue.

E pensando nas conquistas da equipe de Woking na Indy 500, o diretor executivo da Mclaren, Zak Brown, afirmou que a cor do carro será o famoso laranja papaya, o qual Johnny Rutherford utilizou nas vitórias conquistadas em 74 e 76.

"A pintura do nosso carro será o famoso laranja papaya que o nosso fundador Bruce Mclaren e Johnny Rutherford utilizaram na Indy em 74 e 76".

"Como sendo um americano, que se apaixonou pela F1 ainda jovem, eu sempre considerei a Indy 500 como um das corridas mais fantásticas do automobilismo.

"Por isso estou particularmente muito feliz em ter conseguido trazer a Mclaren de volta a Indianápolis ainda no meu primeiro ano como CEO da Mclaren. Michael (Andretti) é um velho amigo meu, e um homem que eu tenho muito respeito, e sua equipe a Andretti Autosport é uma dos melhores no negócio. Michael é um vencedor, de fato, sua equipe ganhou no último ano a Indy 500 com Alexander Rossi, que será um dos companheiros de Fernando na Indy no próximo mês, e eu não poderia estar mais feliz em ver Fernando fazendo sua estréia na Indy em um dos carros de Michael. Este projeto que não teria sido possível sem o apoio e encorajamento da Honda", afirmou.

Sobre se Alonso teria chance de vencer a Indy 500, Brown acredita que o espanhol estará entre aqueles que podem vencer. A Indy 500 que é uma das corridas mais emocionantes do automobilismo pois praticamente quase todo o grid tem as mesmas chances de conquistar a vitória, como foi o caso de Rossi que estreou na Indy em 2016 e conquistou já de cara a Indy 500. 

"Será que Fernando poderia ganhar a Indy 500 deste ano? Bem, eu não seria tão bobo de fazer qualquer tipo de revisão tão precipitada, mas espero que ele esteja ali no meio. A equipe que ele vai competir, ganhou está corrida no ano passado, usando o mesmo motor Honda, e ele é o melhor piloto de corrida do mundo. Essa é uma combinação bastante atraente. Então, sim, como eu disse, ele estará no meio", concluiu.

Recordemos que a última vez que um piloto de F1 competiu tanto na categoria da rainha quanto nas 500 milhas de Indianápolis no mesmo ano foi em 1994, quando Nigel Mansell disputou 4 corridas na F1 enquanto fazia uma campanha integral na CART (antiga IndyCar) com a Newman/Haas Racing.
Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário