De ponta a ponta Hamilton vence o GP da China e divide liderança do campeonato com Vettel




Numa corrida bem interessante e bem movimentada, Lewis Hamilton de ponta a ponta venceu o GP da China, chegando assim a marca de 54ª na carreira na F1. Com está vitória do britânico, ele divide agora a ponta do campeonato com Sebastian Vettel da Ferrari que tem também os mesmos 43 pontos.

O começo da corrida bem movimentado, devido a pista estar levemente molhada, e com isso 99% do grid largou com pneus intermediários, exceção de Carlos Sainzr Jr que largou de slicks. Porém não demorou muito para que os pilotos fosse para os boxes e trocassem seus pneus de pista molhada para pneus de pista. 

Ainda nas primeiras voltas da corrida tivemos dois acidentes que resultaram em abandonos, o primeiro com Lance Stroll que acabou sendo tocado por Sergio Perez e foi parar na brita, com isso o Safety Car Virtual foi acionado, mas logo após a corrida voltar ao normal, o piloto italiano da Sauber, Antonio Giovinazzi acabou batendo o carro na reta dos boxes , o que fez com que o Safetycar fosse para a pista e assim novamente houvesse grande movimentação nos boxes para os pilotos trocarem seus pneus intermediários para slicks e isso ajudou e atrapalhou alguns pilotos como o foi o caso de Max Verstappen que ganhou muito com isso e Sebastian Vettel que acabou perdendo alguns posições além é claro de ter perdido a chance de brigar pela vitória com Lewis Hamilton. 

Sebastian Vettel que mesmo tendo um inicio de corrida complicado conseguiu terminar a corrida na segundo colocação à 6s de Hamilton, mas mesmo não conseguindo brigar pela vitória, o alemão da Ferrari fez uma boa corrida de recuperação, fazendo grandes ultrapassagens em Kimi Raikkonen e Daniel Ricciardo, e quando chegou em Max Verstappen que era o segundo colocado, nem precisou forçar pois o holandês errou na frenagem do hairpin deixando o caminho livre para Vettel assumir a segunda colocação e permanecer na liderança do campeonato, que agora tem ele e Hamilton com 43 pontos. 

De longe o piloto que brilhou na China, foi Max Verstappen, isso porque ele largou na décima sexta colocação e já na primeira volta estava figurando entre os 10 primeiros, e com a entrada do safetycar e a grande movimentação para troca de pneus, Verstappen conseguiu ganhar mais posições mas para conseguir chegar na segunda colocação por onde ficou grande parte da corrida, o holandês precisou ultrapassar Kimi Raikkonen e Daniel Ricciardo o seu companheiro de equipe, fazendo duas belas manobras. Mas quando a pista secou todos sabiam que a Ferrari pelo menos com Sebastian Vettel iria render e muito e foi o que aconteceu, com isso Verstappen num erro acabou perdendo a posição para Vettel, e dai em diante ele precisou segurar Daniel Ricciardo para terminar no pódio. O holandês que com este resultado, ocupa agora o terceiro lugar no mundial de pilotos, com 25 pontos. ficando apenas atrás de Hamilton e Vettel. 

Considerados pilotos 'número 2' , Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas não tiveram uma corrida para se comemorar, o finlandês da Ferrari, várias vezes se queixou de em alguns momentos de não ter potência no motor o que acabou fazendo com que ele virasse preza fácil da dupla da Red Bull, com isso Raikkonen teve que se contentar com a quinta colocação. O finlandês da Mercedes, simplesmente fez uma corrida bem apática considerando o carro que ele tem nas mãos, a largada foi perfeita tentou até passar Vettel mas não teve sucesso, porém o momento que praticamente definiu que Bottas não estaria no pódio, foi quando ele rodou com o carro na relargada, assim perdeu diversas posições e muito tempo atrás de alguns pilotos que ele vinha superando, o que resultado num péssimo sexto, ele que terminou à 3s atrás de Verstappen, o que mostra que se ele não tivesse rodado teria terminado no pódio facilmente. 

O sétimo colocado foi Carlos Sainz Jr, que enquanto todos estava de pneus intermediários, ele preferiu arriscar e largar de pneus super macios, o que resultou numa péssima largada além de uma rodada básica ainda nas primeiras curvas, porém nada disso prejudicou o espanhol, pois quando os pilotos começaram a parar para trocar os pneus, ele não precisou e assim ganhou diversas posições voltando a estar na zona de pontuação. Sainz Jr chegou a figurar no top 5 acabou sendo superado por Raikkonen e Bottas no estágio final sem ter como se defender. 

Kevin Magnussen terminou na oitava colocação, logo à frente da dupla da Force India, que teve Sergio Perez em nono e Esteban Ocon em décimo. 

Os pilotos que não tiveram um rendimento muito bom durante a corrida e perderam muito com isso, foi o Felipe Massa da Williams e Nico Hulkenberg da Renault. ambos largaram na sexta e sétima colocação perderam muitas posições, o brasileiro já na primeira volta caiu de sexto para décimo lugar, e durante a corrida toda foi assim, terminando na décima quarta colocação. Hulkenberg conseguiu terminar na décima segunda colocação. 

Quem novamente fez uma corrida espetacular , foi Fernando Alonso que conseguiu na primeira volta pular de décimo terceiro para nono lugar, e passou grande parte da corrida na zona de pontuação da mesma forma que aconteceu na Austrália, porém no final foi obrigado a abandonar a corrida, devido a um problema  com a homocinética no carro. 


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário