Felipe Massa afirma que se sentir importante foi a peça chave para o seu retorno à F1



O brasileiro Felipe Massa, que no final da temporada passada havia anunciado sua aposentadoria da F1 , garantiu que o fator chave para o seu retorno à categoria foi se sentir 'importante'.

Massa contou que não entrou em contato com nenhuma equipe e que simplesmente esperou que Claire Williams entrasse em contato para negociar o seu retorno à F1 

"Decidi que se alguém quisesse falar comigo, eles teriam que me ligar. E isso foi exatamente o que aconteceu. Eu não liguei para ninguém. estava esperando e seguindo o que estava acontecendo pela mídia, mas tudo ocorreu dois dias depois da festa de Natal com a equipe, onde me despedi de todos!", contou Massa.

"Recebi uma mensagem (SMS) da Claire, perguntado se eu aceitaria parar a minha aposentadoria e eu lhe respondi que precisávamos conversar. E assim ela me ligou imediatamente e conversamos um pouco, então peguei um avião para a Inglaterra para podermos conversarmos melhor sobre aquilo e algumas ideias para a equipe que não funcionaram no ano passado. Tivemos uma longa conversa, e então fizemos uma pausa para que tudo estivesse claro, não só para mim, mas também devido as várias coisas ao redor, com a Mercedes e com Valtteri Bottas".

"Simplesmente segui meu coração, todas as mensagens que recebi dos fãs, da minha família, diziam para fazer. Eu segui meu coração, é o que eu amo fazer ", confessou.

O brasileiro também, disse que se não acreditasse que a Williams pudesse voltar a ser competitiva não teria retornado a F1.

"Não estava preparado para continuar na F1 sendo apenas mais um no grid. Eu precisava de trabalhar em lugar em que me sentisse importante e que também pudesse ser competitivo'

"No momento é praticamente impossível dizer onde estamos e como as coisas vão ser nesta temporada, porém tomei a decisão de continuar porque eu encontrei a possibilidade de permanecer em uma direção profissional ", concluiu Felipe Massa.




Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário