Bottas afirma: "Não seria decepcionante se eu não fizer frente à Hamilton"



Desde o último dia 16 de janeiro o qual Valtteri Bottas foi anunciado como o substituto de Nico Rosberg na equipe Mercedes, o circo da F1 virou um reboliço, isso porque muitos começaram a dizer que o piloto finlandês não teria chance de superar o seu companheiro de equipe Lewis Hamilton. E em uma entrevista ao portal 'Motosport' , Bottas falou sobre o que esperar da temporada de 2017 e como está enfrentando todas as notícias do seu recrutamento pela Mercedes.

O finlandês disse que está ignorando os comentários negativos sobre seu potencial, uma vez que está totalmente focado no início temporada para poder demonstrar suas habilidades no comando do W08, e quer também quer aproveitar a oportunidade que a Mercedes está dando a ele.

"Os comentários de fora não me afetam, pois sempre me lembro que não posso começar a colocar pressão sobre mim, porque isso irá me afetará em pista. Confio na minhas habilidades e vou demonstrar todo o potencial que tenho e aproveitar está grande oportunidade que a Mercedes me deu", disse Bottas.
Questionado sobre se seria difícil equilibrar a meta da equipe com a meta pessoal, o finlandês disse que está é uma nova situação para ele mas que fará o necessário para ajudar a equipe em primeiro lugar.

"Realmente é uma situação meio nova para mim e também complicada, já que terei que ser um cara de equipe e ao mesmo tempo me colocar à frente. Acredito que o melhor a se fazer é continuar sendo o que sempre fui, então assim farei tudo pela equipe", afirmou.

"Entretanto, ao mesmo tempo, tenho minhas próprias metas na Fórmula 1 e vencer é preciso ser egoísta. E acredito que tenho o que é necessário para ganhar. Então irei agir dependendo da situação e pensando no que é melhor para todos. "

Por fim Bottas falou sobre o início da temporada e sua adaptação na equipe, e reconhece que poderia ser superado por Hamilton nas fases iniciais da temporada, já que o piloto inglês está bem adaptado na equipe alemão, e que isso será , sim, uma vantagem. 
"Meu objetivo é chegar ao nível que a equipe deseja. Para isso tenho que aprender todas as coisas novas e não seria decepcionante se eu não conseguisse fazer frente á Hamilton. Ele está a muito mais tempo que eu na equipe e conhece tudo perfeitamente. Eu tenho que aprender rápido, porque meu objetivo é estar 100% para a primeira corrida", finalizou o piloto de 27 anos. 
Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário