Rosberg rasga elogios a Alonso e afirma: "Seria muito difícil bate-lo se ele tivesse uma Mercedes"



Nico Rosberg atual líder do campeonato, concedeu durante o fim de semana no Japão uma entrevista ao jornal 'AS' , onde falou sobre vários temos da atualidade na F1. O piloto da Mercedes não só falou sobre a sua carreira na F1, mas também falou sobre a Mclaren-Honda e Fernando Alonso.

Como sabemos alguns meses atrás, Fernando Alonso contou a imprensa que ele havia recebido uma oferta da Mercedes quando ainda era piloto da Ferrari. E sobre está possibilidade de ver Alonso no comando de um dos carros da Mercedes Rosberg disse que seria muito bom, pois, mesmo com a sua idade, o espanhol é um dos melhores pilotos do grid atualmente.

"Seria bom. Embora ele esteja um pouco velho agora, ainda continua sendo muito bom", brincou o alemão.
É claro, que ninguém melhor do que Rosberg para reconhecer o grande potencial da Mercedes, e quando questionado sobre se ganharia de Alonso caso o mesmo estivesse na Mercedes ele respondeu:.

"Eu não sei, mas seria muito difícil bater ele se tivesse numa Mercedes, porque ele é um dos melhores, se não o melhor piloto do grid atualmente", afirmou Rosberg.
Sobre a retirada do bicampeão da categoria, o piloto da Mercedes acredita que se atualmente Alonso estivesse lutando por vitórias e pelo campeonato mudaria de ideia sobre sair do 'grande circo'.

"Sim, ele pode se aposentar, com certeza. Estou convencido de que ele não se diverte nas corridas lutando para ser décimo. Ele é um piloto vencedor e está acostumado a sempre lutar por vitórias em toda sua carreira. Se começasse a ganhar corridas no se queixaria de certa coisas (regulamento). Na verdade, posso entender que quando ele ganhou seus dois títulos, podia ir ao limite o que era muito bonito, mas os tempos são outros agora e agora também é interessante". 

Por fim, Nico Rosberg falou sobre o atual projeto Mclaren-Honda, que visa derrubar o domínio da sua equipe na F1. O alemão acredita que eles até podem brigar pela título da próxima temporada porém, reconhece que vão ter que trabalhar muito para isso, uma vez que eles estão bem longe de ter um ritmo competitivo.
"Podem ganhar no próximo ano. Porém, será uma tarefa muito difícil, porque eles estão bem longe, mas eles podem fazer este salto. Mas vai depender de quanto tempo estão trabalhando neste projeto e o tempo que levam trabalhando", concluiu. 
Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário