O dia que os indianos resolveram colocar um carro de corrida caseiro na pista



O projeto indiano TINSI-I, construído por entusiastas apaixonados por corrida na Índia é no mínimo engraçado e sem um pouco de fundamento no quesito aerodinâmico, porém é de se admirar a paixão e a dedicação dos envolvidos neste projeto.

O TINSE-I foi desenvolvido por Yash Srivastava que fez mestrado na Universidade de Leeds de Engenharia Automotiva no Reino Unido, junto de Gopal Krishna que também fez mestrado de Engenharia Automotiva na mesma Universidade. Ambos que tinham como objetivo construir o TINSI-I, que era um sonho para eles, assim também eles poderiam utilizar as suas habilidades adquiridas na Universidade.

A primeira coisa que notamos no carro é a sua 'estranha' aerodinâmica que foi projeta no programa SolidWorks, o carro que na ponta do seu bico parece levar um tipo de lança lembrando muito uma 'baioneta', além disso a cor do carro lembrou muito a Coopersucar de Emerson Fittipaldi. Outra coisa que podemos notar pelas fotos é a estrutura do projeto, que parece não ser tão boa assim, porém como é a primeira versão desse projeto, devemos dar um desconto.

O motor que o TINSI-I utiliza é um V8 3.9L , que segundo eles tem uma velocidade máxima de 300km/h entretanto isso não foi comprovado já que o carro em uma baixa velocidade acabou de certa explodindo durante o teste no circuito de Buddh, mas segundo informações o carro chegou a completar entorno de 2 voltas antes de apresentar problemas.

Após este teste em Buddh, o carro parece não ter tido outra chance novamente, o que nos leva a crer que eles desistiram desse projeto ou vão melhorar para que da próxima vez que o TINSI-I for a pista não acabe passando vergonha. Mas para esses jovens da TINSI, é sempre bom lembrar que se não deu certo na primeira vez, continue tentando porque uma hora o carro vai funcionar conforme foi projetado.

Confira alguns videos e fotos do TINSI-I:





























Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário