Dixon dispara "Ter talento não é o suficiente para entrar na F1"



O atual campeão da Indy Car, Scott Dixon , que está se preparando para disputar a corrida das 24 horas de Daytona, falou um pouco sobre a situação que a F1 se encontrar para os pilotos e exaltou o crescimento dos eventos de Endurance.

"Hoje, os eventos de endurance estão crescendo, e parecem bastante estável, por isso está se tornando uma boa opção para aqueles que querem tentar se pilotos profissionais e querem chegar na F1. No endurance as equipes são muito mais envolvidas, enquanto na F1 tudo é muito diferente".

"Hoje um piloto de F1 está mais valorizado do que um piloto de endurance, e isso não é uma boa idéias, pois há pilotos de endurance muito talentosos que não tem tanto dinheiro como os outros para chegar na F1 " afirmou Dixon.


Além disso, Scott acha que os pilotos de seu país são um bom exemplo para aplicar está teoria, tendem a não possuir tanto dinheiro como acontece em outros países.

"Devemos olhar, por exemplo, a Nova Zelândia, onde os jovens pilotos não tem dinheiro e acabam optando por outras competições de endurance, enquanto os jovens brasileiros e russos não vemos eles em campeonatos  de endurance, pois o objetivo deles é chegar na F1 " acrescentou.

E por fim o piloto de 35 anos, afirmou que na F1 são poucos os pilotos que estão lá pelo seu talento e não pelo dinheiro que levam para as equipes.

"Na F1, você provavelmente temos apenas 6 ou 8 pilotos que estão lá pelo talento, o resto está lá porque estão pagando. Se você é rápido e pilota bem, as corridas de endurance são uma boa opção neste momento para quem não tem tanto dinheiro. As equipes lá não estão necessariamente procurando por dinheiro, então eles valorizam o talento e é por isso que nós estamos vendo um aumento de jovens pilotos nos campeonatos de endurance", concluiu Scott Dixon.



.
Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário