Briatore afirma "Alonso estava cansado das promessas da Ferrari"


Flavio Briatore afirmou que Fernando Alonso estava efetivamente decidido deixar a Ferrari a mais de um ano atrás. Depois de 5 anos na equipe italiana, Alonso decidiu voltar a Mclaren para em 2015 liderar um novo projeto que aparentemente parece ser muito promissor.
"Alonso estava cansado das mesma promessas, que era sempre 'no próximo ano será um carro vencedor' " afirmou Briatore a revista italiana La Gazzetta dello Sport. "Foi um acordo de cavalheiros com Montezemolo. Se o carro de 2014 não for competitivo, adeus. E tudo só precisou de um aperto de mão" revelou Briatore.
A revista La Gazzetta também sugeriu que Alonso e Briatore tinham pedido para a Ferrari usar o seu poder de veto para impedir a troca dos motores V8 pelos V6 Turbo em 2014.
"O problema em 2013, era claramente a aerodinâmica, e no que diz respeito ao motor, nós (Ferrari) estavam ali com a concorrência, no mesmo nível. Então houve esse 'salto no escuro' com o motor".

"Ele (Alonso) também sentiu que os esforços no recrutamento do pessoal técnico era insuficiente - e que a Ferrari deveria cortejar o número 1 e não o número 25".

A nova equipe de Alonso agora é a Mclaren, por onde passou em 2007 e que acabou tendo alguns conflitos porém Briatore afirmou: "O tempo cura tudo."

Entretanto certos rumores apontavam numa conversa entre Alonso e Mercedes que ocorreu no ano passado, mas Briatore insistiu que "nunca houve uma negociação séria entre ambos".

Briatore por fim afirmou que Fernando Alonso só voltou a Mclaren porque foi atraído pelos recursos que estão sendo investidos pela Honda no projeto da equipe de Woking, e também negou que tenha sido o espanhol que tenha escolhido Button como seu companheiro de equipe para 2015.
"Foi uma questão interna relativa a patrocínios", disse Briatore. "Mas estamos felizes porque ele (Button) é um cara bom, esperto e inteligente. Além que ele já trabalhou com Fernando na minha equipe (Renault)".

Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário