O efeito dominó na Toro Rosso



"Acredito que ser substituído por um garoto de 17 anos não deve ser uma sensação muito agradável. Jean-Eric Vergne terá que usar toda a diplomacia que tem para dar milhares de respostas a dezenas de perguntas que os jornalistas vão fazer neste fim de semana em Spa Francorchamps sobre a sua substituição na Toro Rosso para 2015. O francês vai de certo modo ciente de que seus dias estão contados na Toro Rosso e agora terá todo o tempo do mundo para olhar em volta e tentar encontrar um outro lugar, para que não fique fora do jogo. Mas querendo fazer uma reflexão mais profunda, esta escolha da Red Bull, dá esperanças a alguns pilotos, porém inicia-se um efeito dominó, com a escolha de Verstappen que veio em um curto prazo, algo que nem mesmo havia acontecido com Sebastian Vettel. 

Para o lugar de Vergne, haviam vários candidatos, ambos bons o suficiente. O nome de António Félix da Costa já não tinha sido levado em conta, o próprio Português já viu que seu lugar na Toro Rosso não existe mais, além disso ele chegou a ser cotado para correr este ano na F1, no entanto o jovem russo Daniil Kvyat tomou o seu lugar e assim Helmut Marko já excluiu praticamente o nome de Antonio Felix da Costa de sua lista. 

Não sabemos ainda o que acontecerá com o jovem Carlos Sainz Junior, que espera estrear ainda em 2015, a Toro Rosso parecia ser um lugar realmente bom para isto, mas no ultimo GP da Hungria, seu nome foi ligado ao da equipe Caterham onde ficaria para ganhar experiência até o final deste ano, antes de assumir o cargo de Vergne na Toro Rosso, além disso a equipe Caterham conseguiria um desconto sobre as caixas de câmbio e o restante do valor do orçamento Sainz iria ter que bancar, porém acabou recusando, o que fez com que agora Carlos Sainz Jr. fique de fora do grid de 2015.
E tudo isso, sem dúvida, é algo que irá refletir em Sebastian Vettel. Um alemão de 27 anos na F1 já é um veterano e pode gabar-se de quatro títulos mundiais, porém com estes novos garotos Ricciardo,Kvyat e agora Verstappen, Sebastian conhece que seu ciclo em Milton Keynes está perto de acabar. E acredito que no atual momento temos um ar de renovação, provavelmente deverá acontecer no final de 2015, que será o momento certo para Sebastian migrar para outro lugar, como a Mclaren ou a Ferrari, mas é algo que saberemos em breve, se ele for esperto e não quiser se tonar mais uma vítima desse jogo de massacre da Red Bull, ele terá que reagir antes que seja tarde demais".


Share on Google Plus

About Raphael Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário